Por ação desrespeitosa contra a arbitragem, STJD suspende dirigentes do Atlético-MG

Caetano deu entrevista coletiva nesta segunda-feira para falar sobre momento conturbado do Atlético-MG - (Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)


Em julgamento realizado nesta quinta-feira, a 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), suspendeu Victor Bagy e Rodrigo Caetano, dirigentes do Atlético-MG, por 20 e 60 dias, respectivamente. A decisão, no entanto, ainda cabe recurso.

O ocorrido foi no jogo entre Atlético x Goiás, pela 4ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O árbitro Bruno Arleu, da Federação Carioca relatou tom desrespeitoso dos dirigentes atleticanos. O seguinte trecho foi registrado em súmula:

O sr. Rodrigo Caetano, muito exaltado e desrespeitoso, proferia as seguintes palavras: ‘Vocês foram uma vergonha hoje! Isso foi mandado? O Galo não pode vencer mais? Foi o Seneme (chefe de comissão de arbitragem)? Foi a CBF? Parabéns CBF!’ O sr. Victor Bagy proferia as seguintes palavras: ‘Vocês foram omissos!’. Ambos foram contidos e retirados pelo policiamento do local".

Para tomar a decisão, a comissão levou em conta a reincidência de Rodrigo Caetano, dada as muitas vezes que ele esteve envolvido em reclamações. Além disso, as atitudes foram tratadas como "desrespeitosas"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos