Polícia cumpre mandado em clube suspeito de manipulação de resultado

Clube da cidade de Pelotas foi alvo de operação da Polícia Civil.
Clube da cidade de Pelotas foi alvo de operação da Polícia Civil. Foto: (Getty Creative)

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil nas instalações do Grêmio Atlético Farroupilha, na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira.

A ação da Polícia Civil faz parte da investigação sobre manipulação de resultados de partidas de futebol envolvendo duas competições do futebol gaúcho: a Terceirona e o Campeonato Gaúcho sub-20. Apenas na temporada de 2022, ao menos 10 jogos receberam alertas da Sportradar, empresa que monitora casas de apostas.

Leia também:

Além dos alertas emitidos pela Sportradar, uma denúncia feita pelo meia Iago Padilha, do Farroupilha, a respeito de uma possível venda de resultados na partida de seu time contra o Bagé, válida pela Série B do Campeonato Gaúcho, equivalente à terceira divisão da competição estadual, foi o que abriu uma investigação a respeito do tema. Ainda no começo do mês de agosto, foi protocolado um pedido de abertura de inquérito disciplinar desportivo no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul (TJD-RS) para que a partida que teve resultado de 7 a 0 para o Bagé fosse alvo de investigação.

A publicação, que foi feita de forma restrita apenas aos amigos de Iago no Facebook, vazou e viralizou no Twitter, fazendo com que torcedores das duas equipes envolvidas, além dos outros times que também participam da competição, iniciarem debates. No post, Iago Padilha afirma que o Farroupilha foi desrespeitado por pessoas que não são da cidade do clube: "Um clube com uma história, com uma camisa de respeito. Não respeitaram o clube, pessoas sem caráter, pessoas de outra cidade vieram pra acabar com o clube, é lamentável o que esses caras fizeram lá ontem contra o Bagé. Eu tava lá, posso falar. Vender jogo, isso não existe, já difícil fazer futebol no interior e os caras vêm de fora pra usar o clube pra fazer aposta, é sacanagem isso... Eu sou da cidade e não aceito isso, sou contra essas coisas de venda de jogo, por isso que hoje comunicando minha desligação do clube, quem sabe em outra oportunidade, quando pessoas sérias assumirem o clube, não possamos trabalhar novamente na instituição. Obrigado, Farroupilha, tu merece coisas melhores, valeu...".