Pivô de duelo fora de campo, Yuri Alberto enfrenta o Inter pela primeira vez no Corinthians


Quando o assunto é dentro de campo, Corinthians e Internacional se enfrentam pela segunda vez na temporada, na tarde deste domingo (4). No entanto, as equipes também duelaram fora de campo em busca de repatriar o atacante Yuri Alberto.

No fim, o Timão saiu vencedor, e esse fim de semana marcará o primeiro encontro do centroavante com o seu ex-clube.

Em meados de maio, ao fim da temporada russa, Yuri comunicou à diretoria do Zenit, clube em que atuava, que não desejava seguir no país e gostaria de retornar ao Brasil. A equipe do leste europeu havia comprado o jogador, justamente do Internacional, em janeiro deste ano, pagando 25 milhões de euros (R$ 128,6 mi, na cotação atual).

Yuri Alberto - Zenit
Yuri Alberto - Zenit

Yuri Alberto ainda pertence ao Zenit, mas está emprestado ao Timão (Foto: Divulgação/Zenit)

DISPUTA PELA VOLTA DO ATACANTE

Com as informações da vontade de Yuri Alberto voltar ao território brasileiro, o Inter se movimentou pelo retorno do atacante, mas acabou sendo ‘driblado’ pelo Timão fora das quatro linhas.

O Colorado saiu atrás na busca, pois inicialmente ofereceu um limite salarial de R$ 800 mil, enquanto os corintianos aceitaram manter o padrão que o jogador ganhava na Rússia, que girava em torno de R$ 1 e 1,5 milhão.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule as partidas

Quando viu que Yuri estava encaminhado com o Timão, o Inter tentou um último gás para ‘chapelar’ os paulistas, igualando o padrão salarial. Mas quando isso aconteceu, as diretorias do Corinthians e no Zenit já estavam alinhando no processo de troca de atletas, que envolveu o envio do goleiro Ivan e do meia-atacante Gustavo Mantuan ao clube russo.

Além disso, o fato familiar pesou para Yuri escolher o Time do Povo. Os parentes mais próximos do atleta residem em Campinas, cidade que fica a cerca de 100km da capital paulista.

Yuri Alberto - Internacional
Yuri Alberto - Internacional

Yuri Alberto celebra gol marcado durante passagem pelo Inter (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

PÕE NO DVD

No anúncio do centroavante pelo Corinthians, o clube alvinegro provocou o Inter através das redes sociais, publicando um clipe de gols do atleta que abria da mesma forma que os monitores ficavam quando os aparelhos de DVD ficavam quando entrava em processo de hibernação.

A brincadeira remete às vésperas da final da Copa do Brasil em 2009, quando Timão e Colorado se enfrentaram, e a diretoria do Inter entregou à CBF um disco com imagens de erros de arbitragem favoráveis ao Timão durante a competição.

Em campo, o Coringão, liderado pelo fenômeno Ronaldo, venceu o torneio, batendo o Colorado por 4 a 2 no placar agregado - vitória por 2 a 0 na ida, em São Paulo, e empate em 2 a 2 no segundo jogo, realizado em Porto Alegre.

TRAJETÓRIA NO COLORADO

Yuri defendeu o Colorado entre 2020 e o início deste ano, onde fez uma partida pela equipe gaúcha, justamente pela primeira rodada do campeonato estadual. Na ocasião, ele marcou um dos gols do Inter na vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, em Caxias do Sul.

No total, o jogador vestiu a camisa vermelha 85 vezes e marcou 31 gols.

JÁ NO TIMÃO

Yuri demorou oito jogos para desencantar pelo Corinthians, o que gerou certa pressão ao jogador no seu início de trajetória pelo clube, ainda mais pelo seu baixo índice de finalizações ao gol.

Porém, o atacante ‘virou o jogo’ quando desencantou marcando três vezes no mesmo jogo. Ainda mais, decidindo uma classificação à semifinal da Copa do Brasil, na vitória por 4 a 1 do Timão sobre o Atlético-GO, em Itaquera. Na ida, o Time do Povo havia sido derrotado por 2 a 0, em Goiânia.

Corinthians x Atlético GO
Corinthians x Atlético GO

Yuri celebra hat-trick contra o Atlético-GO pela Copa do Brasil (Foto: Alex Silva / Lancepress!)

Contratado pelo Coringão como camisa 7, Yui assumiu o número 9 há pouco menos de um mês.

O movimento ocorreu após a saída do meia Willian, que estampava o 10 às costas. Róger Guedes, então dono da camisa 9, assumiu a 10 e deixou o número tradicional dos centroavantes vago. Yuri Alberto, então, assumiu a numeração que, no Timão, foi usada por personagens como: Casagrande, Luizão, Ronaldo Fenômeno, Paolo Guerrero, entre outros.