Piquet pede desculpas a Lewis Hamilton e nega intenção racista

Declaração dada em novembro do ano passado por Piquet pegou muito mal no circo da Fórmula 1. Foto: Paul-Henri Cahier/Getty Images
Declaração dada em novembro do ano passado por Piquet pegou muito mal no circo da Fórmula 1. Foto: Paul-Henri Cahier/Getty Images

O tricampeão mundial da Fórmula 1, Nelson Piquet, pediu desculpas pelos comentários feitos sobre Lewis Hamilton, mas negou qualquer intenção racista por trás de suas palavras.

O brasileiro que usou o termo “neguinho” ao falar sobre o acidente de Hamilton com Max Verstappen, que namora a filha de Piquet, em Silverstone no ano passado. Seus comentários foram feitos em novembro, mas só vieram à tona no início desta semana.

Leia também:

Em um comunicado, Piquet disse: "Eu nunca usaria a palavra de que fui acusado em algumas traduções. Condeno veementemente qualquer sugestão de que a palavra tenha sido usada por mim com o objetivo de menosprezar um piloto por causa de sua cor de pele”, explicou.

“Peço desculpas de todo o coração a todos que foram afetados, incluindo Lewis, que é um piloto incrível. Mas a tradução em algumas mídias que agora circulam nas redes sociais não está correta. A discriminação não tem lugar na F1 ou na sociedade e estou feliz em esclarecer meus pensamentos a esse respeito”, finalizou.

O tricampeão mundial encontrou críticas generalizadas depois que o áudio em questão veio à tona. A Fórmula 1 condenou os comentários em um comunicado e disse que a linguagem racista "não faz parte da sociedade".

O próprio Hamilton foi rápido em responder e twittou "Vamos focar em mudar a mentalidade", escrevendo em português. Ele seguiu em outro post, dizendo: "É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar em nosso esporte. Eu estive cercado por essas atitudes e fui alvo de toda a minha vida. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora de agir", desabafou o britânico heptacampeão mundial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos