Petraglia sonha com mudança no calendário e reformulação no estadual

Petraglia passou mal em sua residência e foi transferido para a cidade de São Paulo (José Tramontin/athletico.com.br)


CEO do Athletico, Mario Celso Petraglia costuma emitir fortes opiniões a respeito do futebol brasileiro e, desta vez, não foi diferente, pois o seu tema foi o calendário dos torneios nacionais.

- VEJA A TABELA DA LIBERTADORES

Sem papas na língua, o mandatário do Furacão que participou da reunião da Liga Forte Futebol do Brasil (LFF), pediu uma reformulação nos estaduais e espera que o Brasil adapte o seu calendário com o europeu.

- Estamos pensando na Liga das Séries A e B. Deveríamos ter o calendário europeu. Quando eles estão se reforçando, nós estamos enfraquecendo. O mercado do futebol ser em conjunto para ter negociação ao mesmo tempo – afirmou o dirigente, antes de completar sobre o estadual:

- Três competições de alto nível e ainda disputar estadual, você teria que ter 40,50 atletas do mesmo nível. É impossível. O estadual teria que ser o ano inteiro para clubes menores sobreviverem e ser alimentado por competições mais ricas. Sou contra a forma do estadual, porque concorre com outras competições ao mesmo tempo - declarou.

Sub-20

Desde 2013, o Athletico deixa o estadual de lado e foca nas disputas do Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores ou Sul-Americana. Por conta disso, o time paranaense costuma jogar o campeonato local com um time sub-20.

Questionado se iria adotar a prática mais uma vez em 2023, Petraglia espera definir o calendário internacional do Athletico para tomar uma decisão: - Temos jogado com time alternativo. Ainda não sabemos se iremos com sub-20, depende da Libertadores - afirmou.