Peru otimista antes de enfrentar Austrália na repescagem da Copa do Catar-2022

O Peru recebeu com otimismo nesta terça-feira a notícia de que a Austrália será seu adversário no jogo decisivo da repescagem do dia 13 de junho, em Doha, valendo uma das últimas vagas para a Copa do Mundo do Catar-2022.

"Vamos nos preparar com tudo", disse o técnico da seleção peruana, o argentino Ricardo Gareca, a repórteres após acompanhar à partida em Al Rayyan (oeste de Doha), na qual o time 'aussie' venceu os Emirados Árabes Unidos por 2 a 1.

"Nós mapeamos os jogadores (australianos), são jogadores fortes, é um time persistente", acrescentou com certa tranquilidade o preparador físico do Peru, Néstor Bonillo, ao canal de televisão peruano América.

Gareca e Bonillo assistiram o duelo que definiu o adversário que o Peru enfrentará na segunda-feira, dia 13 de junho, no estádio Ahmad Bin Ali, em Doha.

"Um país inteiro atrás do sonho da Copa do Mundo!", tuitou a Federação Peruana de Futebol assim que o rival foi definido.

O vencedor do duelo entre Peru e Austrália se juntará ao Grupo D da Copa do Mundo, onde já esperam França, Dinamarca e Tunísia.

"A Austrália será um rival vencível. O Peru jogando futebol os levará ao desespero", disse à AFP o ex-jogador da seleção peruana Germán Leguía.

"Jogando um bom futebol de toque de bola, o Peru pode vencê-los", acrescentou o ex-meia de 67 anos, que vestiu a camisa 'bicolor' na Copa da Argentina-1978 e da Espanha-1982.

"Pronto, é a Austrália. É preciso fazer um jogo correto, concentrado, como contra o Paraguai. Vamos fazer de conta que é a Alemanha, para não ter problemas", disse o jornalista esportivo Carlos Univazo no Twitter.

Peru e Austrália se enfrentaram apenas uma vez com saldo favorável para os 'incas'. O duelo ocorreu na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Nessa partida, o Peru derrotou os australianos por 2 a 0 com gols de André Carrillo e Paolo Guerrero, o que lhes permitiu ficar com o terceiro lugar atrás de França e Dinamarca.

A Austrália, 42ª no ranking da Fifa, busca sua quinta classificação consecutiva para a Copa do Mundo, mas só venceu dois dos últimos oito jogos.

Os jogadores comandados por Gareca voltam a disputar a repescagem como aconteceu na ida para o Mundial da Rússia. Naquela ocasião, os peruanos eliminaram a Nova Zelândia.

O Peru só conseguiu participar de duas Copas do Mundo consecutivas em toda a sua história: Argentina-1978 e Espanha-1982.

cm/ljc/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos