Perto de deixar o Corinthians, João Victor é bem avaliado pela comissão técnica do Porto

João Victor tem 26 jogos disputados pelo Timão nesta temporada (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


O zagueiro João Victor, do Corinthians, é muito bem avaliado pela comissão técnico do Porto. Por conta disso, o defensor corintiano é um dos principais alvos da equipe portuguesa para a próxima temporada e tem grandes chances de defender os Dragões.

+ Saiba quais os atletas da base que mais integram os profissionais do Corinthians com Vítor Pereira

A busca do Porto por zagueiros vem muito da possível saída do congolês Chancel Mbemba, que tem contrato válido com a equipe lusitana até esta quinta-feira (30).

Há boas chances dos Dragões buscarem dois defensores nesta janela de transferências, isso porque, ainda que a comissão do técnico Sérgio Conceição goste do brasileiro, o sonho para a posição é o garoto David Carmo, de 22 anos, e que está no Braga. No entanto, esse negócio é visto como difícil de acontecer.

+ TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Mas essa situação não significa que João Victor seja um plano B para o time português, que vê Pepe, aos 39 anos, em fim de carreira, com contrato por somente mais uma temporada.

Com isso, existe as chances do Porto contratar João e Carmo, ainda que o negócio com o defensor corintiano seja visto como mais possível, por conta dos valores.

O Braga faz jogo duro e pede 30 milhões de euros (R$ 166,1 mi, na cotação atual) por David Carmo, quantia considerável inviável para os portistas. O montante solicitado pelos arcebispos representa metade do que o Corinthians deseja receber por João Victor.

Ainda assim, há uma discussão da direção corintiana com o Porto, referente a porcentagem do jogador. Atualmente, o Timão possui 55% dos direitos econômicos do atleta, enquanto o Coimbra, clube de Minas Gerais, tem os 45% restante.

A diretoria dos Dragões acha 15 milhões de euros (R$ 83 mi, na cotação atual) um valor muito alto para 55% do atleta, mas aposta na boa relação que tem com o banco BMG, que administra o Coimbra, para fechar um acordo que envolva a totalidade dos direitos de João Victor. Nesse caso,

O Timão admite internamente que pode chegar em uma pedida de 10 milhões de euros (R$ 55,3 mi, na cotação atual) por João, já que a venda do zagueiro será importante para o clube alvinegro alcançar a meta de vendas de R$ 91,5 milhões.

Até o momento, o Corinthians arrecadou R$ 46,8, com ativos negociados. O valor representa as vendas do meia Ederson, ao Salernitana-ITA, e o atacante Gabriel Pereira, ao New York City-EUA.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos