Perfil: Como pode jogar o Manchester United de Erik Ten Hag

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Muitas vezes quando se pensa sobre o futebol holandês, vem na cabeça aspectos como o futebol total, marcado por um estilo de jogo bonito e de ataque, ou sobre figuras como Johan Cruyff e clubes como o Ajax. Tudo isso faz parte da mentalidade de treinadores holandeses de diversas gerações. Não é diferente com Erik Ten Hag, novo técnico do Manchester United.

O holandês chegou ao Manchester United para tentar mudar o histórico recente do clube com relação a técnicos, já que desde 2013, quando Alex Ferguson anunciou sua aposentadoria, a equipe teve cinco treinadores que não conseguiram manter a regularidade nas brigas por títulos. Veja a seguir qual pode ser a cara dos Red Devils sob o comando de Ten Hag.

MONTANDO A EQUIPE
Um dos esquemas preferidos de Ten Hag é o 4-3-3, que foi a formação que ele mais usou em sua passagem pelo Ajax. Este é um dos esquemas táticos mais comuns entre equipes ofensivas e intensas.

Ten Hag varia pouco o seu modelo de jogo, baseando-se no que tem à disposição. O holandês usou por muitas vezes no Ajax um esquema com o falso 9. Na temporada 2018/19, o time que eliminou a Juventus e o Real Madrid na Champions League, onde chegou até às semifinais, era organizado desta forma. Na equipe titular, Tadic era teoricamente o atacante central, porém ele atuava mais recuado, ajudando na criação pelo meio, liberando os pontas. Com Huntelaar, a formação mudava e a equipe tinha um 9 fixo.

+ Luis Suárez define futuro, Vagner Love acerta retorno para o Brasil… O Dia do Mercado!

COMO JOGARÁ O UNITED?
Atacando em bloco, as equipes de Erik Ten Hag são capazes de levar vários jogadores ao ataque. Com isso, o volante de defesa acaba mantendo seu posicionamento um pouco mais centralizado e recuado na linha de meio-campo, enquanto os dois outros meias centrais acabam subindo para ajudar na transição, movimentando-se de maneira bem vertical.

O time do técnico holandês desenvolve uma espécie de jogo curto, que favorece os pontas que cortam para dentro, fazendo com que eles alternem posições entre si e sobrecarreguem um determinado lado do campo, liberando apenas o lateral que está no lado oposto para jogar com mais espaço.

A prioridade é sempre ter a bola e construir o jogo da defesa para o ataque, visando desestabilizar a configuração do esquema defensivo do adversário.

+ Premier League impõe proibições nos estádios para a próxima temporada

A construção da transição ofensiva pelo setor defensivo se inicia sempre com uma saída de três, porém variando as peças, na qual se alterna jogadores de defesa, meio e laterais. Assim pode ser feito com dois zagueiros e um lateral direito ou esquerdo, dois zagueiros e um volante, entre outras variáveis. O intuito é sempre deixar a marcação rival confusa.

Laterais ten hag
Laterais ten hag

Laterais avançam e atacam por dentro (Divulgação)

Outra coisa que o Manchester United pode ter é uma postura mais agressiva da zaga na construção do jogo. No Ajax, muitas das vezes, é possível ver zagueiros bastante técnicos com a bola, não só tendo um passe entre linhas apurado, mas conduzindo a bola até o meio-campo para jogar quase como volantes. Um dos que desempenhavam esta função no clube holandês com Ten Hag era o argentino Lisandro Martinez, que foi contratado pelo clube para a temporada e deverá fazer nos Red Devils.

Outro ponto importante também é a chegada dos laterais por dentro, deixando os pontas abertos e jogando como meias centrais. Além disso, outra parte da construção é baseada na formação do meio-campo, que às vezes pode contar com três meias alinhados ou dois volantes e um meia-armador. Neste caso, um volante sempre se movimenta mais, ajudando a defesa na saída e na ligação ao ataque. Essa função pode ser exercida pelo brasileiro Fred, ou até mesmo por Martínez.

Defensivamente, o comportamento não deve ser muito diferente de equipes que possuem o DNA do futebol ofensivo, visto que usará uma linha bem alta para pressionar e encurralar o adversário assim que perder a bola.

Outra forma de pressão será em uma espécie de marcação zonal, na qual se construirá uma vantagem numérica em um determinado setor do campo. Assim, por exemplo, se o adversário estiver com dois jogadores em uma situação de posse, estes são cercados por três jogadores do United.

Linha alta ten hag
Linha alta ten hag

United posicionado em linha alta (Divulgação)

Contra o Aston Villa, seu último jogo amistoso disputado até o momento, o Manchester United atuou já com esta formação, tendo como seu onze titular o goleiro De Gea; a linha defensiva formada por Dalot (lateral-direito), Maguire (zagueiro), Lindelof (zagueiro) e Luke Shaw; o meio-campo com Van De Beek, Fred e Bruno Fernandes; no ataque, Sancho, Martial e Rashford.

Após o bom trabalho desenvolvido no Ajax, Ten Hag tem a grande chance de sua carreira até aqui. Basta saber se o holandês terá o tempo e a paciência necessária tanto por parte da torcida (sedente pela retomada do protagonismo do maior campeão inglês), quanto por parte da familia Glazer (pressionada por resultados expressivos em sua gestão).

*Estagiário sob supervisão de Tadeu Rocha

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos