Perez vence GP de Cingapura, enquanto Verstappen adia comemoração do título

Grande Prêmio de Cingapura

Por Abhishek Takle

CINGAPURA (Reuters) - O mexicano Sergio Perez deu o seu máximo para conquistar a vitória à frente de Charles Leclerc no Grande Prêmio de Cingapura neste domingo, mas sua margem de vitória foi posteriormente reduzida ao receber uma penalidade de cinco segundos por uma infração de safety car.

O piloto da Red Bull passou a bandeira quadriculada 7,5 segundos à frente de seu rival monegasco depois de uma corrida lenta, atrasada pela chuva, interrompida por dois períodos de safety car e cinco períodos de safety car virtual. O GP foi encerrado em seu limite de tempo de duas horas, após 59 das 61 voltas.

A penalidade significou que Perez ainda estava classificado à frente de Leclerc nos resultados finais, mas por apenas 2,5 segundos.

Carlos Sainz, na outra Ferrari, chegou na terceira posição.

A vitória de Perez forçou o companheiro de equipe da Red Bull, Max Verstappen, que terminou em sétimo, a colocar suas comemorações do campeonato no gelo.

"Controlei a corrida", disse o piloto mexicano de 32 anos, que largou ao lado do pole position Leclerc na primeira fila e tirou a liderança dele na pista molhada.

"Eu dei tudo pela vitória hoje", acrescentou Perez, que se esforçou muito nos momentos finais para abrir uma vantagem.

(Reportagem adicional de Alan Baldwin em Londres)