Pela Série B, Tombense bate o Novorizontino e cola no G4

Renatinho comemora seu gol na vitória do Tombense sobre o Novorizontino, pela Série B (Foto: Reprodução/SporTV)


Medindo forças pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, Novorizontino e Tombense entraram em campo na tarde deste sábado, no estádio Jorge Ismael de Biase. E quem se deu melhor foram os visitantes. Saindo na frente com Renatinho, o Tigre igualou tudo com Quirino, porém, já na etapa final, aproveitando a vantagem numérica, o Gavião-Carcará, com Nenê Bonilha, por duas vezes, garantiu o triunfo dos mineiros por 3 a 1.

Com o resultado, a equipe comandada por Bruno Pivetti pulou para o 6º lugar, chegando aos 19 pontos, já o time treinador por Allan Aal, por conta do revés, acabou caindo para a 15ª colocação com seus 14 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

NOVORIZONTINO VAI PARA CIMA, MAS TOMBENSE MARCA

Fazendo valer o fator casa, a equipe do Novorizontino, desde os primeiros movimentos, tentou não dar espaços ao Tombense, ficando mais com a posse de bola e arriscando mais. Sendo assim, até meados dos 15 minutos, obrigou o goleiro Felipe Garcia a trabalhar nos arremates de Felipe Albuquerque e Cléo Silva, conseguindo evitar que o placar fosse aberto no interior paulista.

Mesmo com o adversário melhor em campo, a equipe mineira não se deixou intimidar e, aos 19 minutos, conseguiu abrir a contagem. Após jogada na área, Everton tocou de cabeça para Keké sobrando para Renatinho chegar batendo para o fundo da rede.

DONOS DA CASA EMPATAM NA SEQUÊNCIA

Mas a vantagem do Gavião-carcará não durou muito. Aos 24 minutos, após Rômulo acertar a trave do gol de Felipe, Quirino, de cabeça, igualou as coisas no Jorge Ismael de Biase.

Até a reta final, pouco foram os lances de perigo de ambos os lados. Por outro lado, a equipe da casa acabou ficando em desvantagem numérica após Gustavo Bochecha ser expulso depois da arbitragem, em consulta ao VAR, avaliar o lance volante sobre Rodrigo.

PRESSÃO DO TIGRE

Com três mudanças promovidas no intervalo pelo técnico Allan Aal, entre elas a entrada de Diego Torres, o Novorizontino não estava disposto a ficar no empate. Até meados dos 15 minutos, a superioridade na ações por parte do Tigre era nítida, com o próprio Diego finalizando algumas vezes, porém todas sem sucesso.

TOMBENSE GARANTE A VITÓRIA NO FIM

Vendo o tempo passar, novamente o treinador do time da casa optou por substituições. Sendo assim, até meados dos 30 minutos o panorama era o mesmo com direito a mais algumas chances criadas pelo Tigre, desta vez com Ronaldo, William Lepo e Douglas Baggio.

Tendo que correr por um a mais por conta da expulsão ainda no primeiro tempo, as coisas ficaram mais difíceis para o Novorizontino já na reta final. Aos 37, foi a vez de Léo Baiano ser expulso, após receber o segundo amarelo no jogo. Aproveitando o momento, aos 44, Nenê Bonillha tratou de virar o jogo para o time mineiro, ampliando aos 48, dando números finais em 3 a 1.

FICHA TÉCNICA
NOVORIZONTINO 1x3 TOMBENSE


Data e horário: 18/06/2022 - 16h (de Brasília)
Local: Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP)
Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)
Assistentes: Eduardo Gonçalves de Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Cartões amarelos: Lucas Tocantins, 17'/1ºT; Felipe Albuquerque, 18'/1ºT; Vinícius Almeida, 31'/1ºT; Jean Lucas, 35'/1ºT; Ligger, 48'/1ºT; Rodrigo, 5'/2ºT; Rodolfo Filemon, 42'/2ºT

Cartões vermelhos: Gustavo Bochecha 47'/1ºT; Léo Baiano, 37'/2ºT; Nenê Bonilha, 50'/2ºT

Gols: Renatinho, 19'/1ºT (1-0); Léo Quirino, 24'/1ºT (1-1); Nenê Bonilha, 44'/2ºT (2-1); Nenê Bonilha, 44'/2ºT (3-1)

NOVORIZONTINO: Lucas Frigeri; Felipe Albuquerque (Willean Lepo, no intervalo), Rodolfo Filemon, Ligger (Joílson, no intervalo) e Romário; Léo Baiano, Gustavo Bochecha e Rômulo (Diego Torres, no intervalo); Cléo Silva, Lucas Tocantins (Douglas Baggio, aos 16'/2ºT) e Léo Quirino (Ronaldo, aos 18'/2ºT).
(Técnico: Allan Aal)

TOMBENSE: Felipe Garcia; David, Joseph, Roger e Manoel; Zé Ricardo (Nenê Bonilha, aos 37'/1ºT), Rodrigo (Ítalo Henrique, aos 32'/2ºT) e Jean Lucas (Kleiton, aos 9'/2ºT); Renatinho (Diego Ferreira, aos 32'/2ºT), Keké e Everton​. (Técnico: Bruno Pivetti)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos