Pedro coloca coletivo com o Flamengo em primeiro lugar, mas reconhece 'expectativa boa' por convocação


Jogo do Flamengo tem quase virado um pleonasmo para gol de Pedro. Não foi diferente na noite desta quarta-feira: o camisa 21 balançou as redes na vitória sobre o Vélez Sarsfield-ARG, que garantiu a classificação para a final da Taça Libertadores.

+ Em temporada mais artilheira, Pedro supera marcas de Zico e Gabigol pelo Flamengo na Libertadores

Após o jogo, o atacante vibrou com o resultado e reconheceu a ansiedade por uma possível convocação à Seleção Brasileira. O atacante é um dos nomes cotados para aparecer na próxima lista de Tite, que convocará o elenco nesta sexta-feira para amistosos contra Gana e Tunísia.

- Muito feliz com mais um gol e mais uma final com essa camisa, parabenizar o grupo por mais essa vitória, continuando invicto na competição. Isso mostra a capacidade do grupo. Sobre a Seleção é um objetivo que todo jogador trabalha, não é diferente comigo. Se eu trabalhar bem aqui no Flamengo isso pode acontecer, mas depende do professor Tite. A expectativa é boa por essa convocação. A expectativa é por fazer bem pelo Flamengo e aí chegar na Seleção - afirmou o atacante.

A noite também foi especial porque o atacante ultrapassou Zico e Gabigol como o jogador do Flamengo com mais gols marcados em uma única edição de Libertadores.

- Muito feliz com essa marca, é um sonho que eu realizo. Eu sempre vim ver jogos do Flamengo na Libertadores. É um sonho concluído, mas não posso parar por aqui. O mais importante é o título coletivo, não podemos parar por aqui. Muito feliz - contou.

- Meu pai falou muito do Zico. Cresci ouvindo ele falando do Zico, é o ídolo máximo dele. O Gabriel também, um grande ídolo do Flamengo, então é só agradecer - completou.

MAIS ASPAS DE PEDRO

Nova final após 2019
- Espero que seja diferente nessa final, mas muito feliz de chegar mais uma vez. A gente sabe da dificuldade da Libertadores e fazer três finais mostra a capacidade desse grupo. O Athletico é um grande time, pudemos eliminá-los na Copa do Brasil e vimos que eles são bom um time.

Atuações
- Individualmente um ano muito especial para mim. Evolui mentalmente, não começou tão bom para mim, fui resiliente, Deus me deu muita força, professor Dorival me deu muita força, teve uma conversa boa comigo... Espero ser coroado com títulos, o principal para mim é sempre o coletivo. Espero continuar em evolução e crescendo.

Prêmios individuais
- Meu principal foco em Guayaquil vai ser ganhar a Libertadores. Prêmios e gols vão ser consequências das atuações. Meu principal objetivo é o coletivo e o título com o Flamengo.