Pedro Antonio revela se disputará a eleição presidencial do Fluminense

Pedro Antonio não vai disputar a eleição para presidente do Fluminense (Foto: Divulgação)


O cenário eleitoral do Fluminense está cada vez mais perto de se concretizar. Depois de Ademar Arrais e Marcelo Souto se confirmarem como pré-candidatos, Pedro Antonio anunciou nesta segunda-feira, em live no canal Marcelo Jorand, que não será uma das opções de voto no pleito ainda a ser marcado para a segunda quinzena de novembro.

- Muitos tem me perguntado sobre o processo eleitoral, se serei candidato ou não. Como sabem, estou envolvido há cerca de dois anos estudando a situação do Fluminense. Surgiu a nova legislação da SAF, assunto extremamente importante para modificação de modelos. Eu sempre disse que estudaria, contratei estudo de projeto junto ao Pedro Trengrouse. Projeto esse e estudo sobre SAF, adequação do estatuto. Estudo feito de graça que eu comentei que daria ao Mário e outras pessoas - disse Pedro Antonio.

- Sendo objetivo, por questões pessoais e vários fatores eu não serei candidato. É uma honra poder ajudar o Fluminense, assim como foi uma honra poder ajudar na construção do CT. Em termos eleitorais e na disputa que se avizinha para novembro não serei candidato - completou.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

​Cotado também em 2019, o ex-vice de projetos especiais que dava nome ao CT, hoje chamado de Carlos Castilho, reunia a expectativa sobre uma possível candidatura. Muitas pessoas nos bastidores acreditavam ser o único nome capaz de desbancar o atual mandatário, Mário Bittencourt. Como o LANCE! já tinha antecipado, o milionário contratou um estudo sobre a SAF com Pedro Trengrouse por entender que esse é o caminho financeiro para o Fluminense.

Com relação a Mário, o mandatário ainda não anunciou oficialmente a participação, mas é improvável que ele não concorra a reeleição. Para registrar a chapa é necessário conseguir 200 assinaturas de sócios do clube – sem contar a modalidade sócio-futebol.