Passou o trator? Santos e Athletico-PR duelam pela primeira vez após declarações de Petraglia

Marcos Leonardo fez dois gols no empate contra o Athletico-PR no primeiro turno (FOTO: Divulgação/Santos FC)


Santos e Athletico-PR duelam nesta terça-feira (27), às 21h, na Vila Belmiro, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Será o primeiro confronto das equipes depois das declarações polêmicas do presidente Conselho Administrativo e atual CEO da equipe paranaense, Mario Celso Petraglia.

No dia 27 de junho, na apresentação do volante Fernandinho, Petraglia ironizou o Peixe ao comparar a situação do Furacão. O dirigente afirmou que não existe projeto maior que o do Athletico-PR. Não foi a primeira vez que ele citou o Santos ao elogiar o projeto do clube.

- Falar em Santos? O Athletico passou o Santos de trator. Não passou naquilo que levam anos, dezenas, décadas, que é formação de torcida, mas no resto…O quê o Santos significa perto do Athletico-PR? O Santos não tem teto, baixou seu teto porque está quebrado - disparou o dirigente na apresentação.

Petraglia sempre tentou criar uma rivalidade com o Santos, muitas vezes, usando como exemplo para o Furacão "ultrapassar". Nesta temporada, o Athletico-PR está na sexta colocação do Brasileiro enquanto o Peixe em 12º lugar. No primeiro turno, o confronto terminou empatado em 2 a 2 na Arena da Baixada. O time paranaense está na final da Copa Libertadores diante do Flamengo.

Em 2021, as equipes protagonizaram as quartas de final da Copa do Brasil e se enfrentam quatro vezes junto aos duelos do Brasileirão. Duas vitórias paranaenses no mata-mata deram a classificação para as semis e duas vitórias santistas nos confrontos do Brasileiro. Inclusive, o Athletico-PR nunca ganhou do Peixe na Vila Belmiro em Brasileiros.

Ainda neste ano, Santos e Athletico-PR também se enfrentam pelas categorias de base Sub-17 e Sub-20 no Brasileiro. Os mais novos duelaram na semana passada pela penúltima rodada desta primeira fase da competição já classificados. A equipe de Elder Campos perdeu por 3 a 1 no CAT do Caju a invencibilidade no Brasileiro e a briga pela liderança. Os mais velhos perderam por 3 a 2, no CT Rei Pelé, ainda na primeira fase sob o comando de Orlando Ribeiro, hoje interino do profissional.