Partes trocam acusações na França após final 'caótica' da Liga dos Campeões

PARIS (Reuters) - As cenas de caos no Estádio Nacional da França antes e durante a final da Liga dos Campeões na noite de sábado foram consideradas uma vergonha para o país, enquanto ministros franceses culparam os torcedores do Liverpool pelo problema.

A final entre Liverpool e Real Madrid começou com um atraso de 35 minutos depois que a polícia tentou impedir pessoas que tentavam forçar entrada no Stade de France sem ingressos, enquanto torcedores que tinham entradas para o jogo reclamaram que não foram autorizados a entrar.

Imagens de televisão mostraram jovens, que não pareciam estar vestindo as camisas vermelhas do Liverpool, pulando os portões e fugindo para dentro do estádio. Outras pessoas do lado de fora, incluindo crianças, foram atacadas com gás lacrimogêneo pela tropa de choque, disse uma testemunha da Reuters.

Alguns policiais da tropa de choque invadiram o estádio, enquanto outros atacaram as pessoas que tentavam derrubar os portões.

A Uefa culpou os ingressos falsos pelo problema e disse que revisará os eventos deste sábado junto com as autoridades francesas e a Federação Francesa de Futebol, em um comunicado endossado pela embaixadora do Reino Unido em Paris, Menna Rawlings.

"Precisamos estabelecer os fatos", tuitou Rawlings, acrescentando palavras de consolo ao Liverpool pelo "desempenho valente" na derrota por 1x0 para o Real.

Os ministros do Interior e do Esporte da França culparam diretamente os torcedores "britânicos".

"Milhares de 'apoiadores' britânicos, sem nenhum ingresso ou com ingressos falsos, forçaram a entrada e, por vezes, usaram violência contra funcionários do estádio", disse o ministro do Interior, Gerald Darmanin, no Twitter, agradecendo à polícia francesa.

"As tentativas de invasão e de fraude por parte de milhares de torcedores ingleses complicaram o trabalho da equipe do estádio e da polícia, mas não mancharão esta vitória", tuitou a ministra do Esporte, Amelie Oudea-Castera.

(Reportagem de Michel Rose, Julien Pretot e Fernando Kallas)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos