Palmeiras vê Bruno Tabata como oportunidade de mercado e não deve ter 'plano B'

Bruno Tabata é o alvo do Palmeiras, que quer fechar o negócio até sexta-feira (Foto: Divulgação/Sporting)


O Palmeiras segue negociando com o Sporting de Portugal pela contratação de Bruno Tabata, mas precisa correr contra o tempo se quiser contratá-lo para a disputa das quartas da final da Libertadores. Pelos prazos curtos e pela oportunidade de mercado, o clube não trabalha com um "plano B" neste momento. Ele é o bola da vez.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Após contratar José Manuel López e Miguel Merentiel, o Alviverde tinha a ideia de somente se reforçar se um nome surgisse nos moldes que agradam aos membros do departamento de futebol. Acontece que nesse meio do caminho, Gabriel Veron foi vendido e Gustavo Scarpa definiu sua saída para a Inglaterra em dezembro.

Dessa forma, um elenco que já era curto ficou ainda mais com essas baixas, obrigando o Palmeiras a se abrir mais a possibilidades de reforços que anteriormente não seriam cogitadas, principalmente fazendo investimentos, que já haviam sido destinados aos gringos.

Bruno Tabata acaba se encaixando nos dois casos, já que pode ser utilizado no meio-campo e no ataque, preenchendo uma lacuna presente (no caso de Veron) e futura (no caso de Scarpa), além de ser uma oportunidade de mercado pelos valores compatíveis com a filosofia do clube e um jogador que "tem lenha para queimar".

Obviamente, para a realidade brasileira, cinco milhões de euros (R$ 26,8 milhões) é um valor alto, mas para um jogador de 25 anos, jogando na Europa, em um clube de elite de seu país, trata-se de um bom negócio. Por isso Bruno Tabata é considerado oportunidade de mercado. Chegaria por uma quantia boa e com muito a entregar. O Alviverde quer oferecer 4 milhões de euros (R$ 21,4 milhões) à vista + 1 milhão de euros (R$ 5,4 milhões) em variáveis por objetivos.

Neste momento, o Palmeiras não trabalha com um "plano B", pois não há outro nome que se encaixe nos dois casos citados acima. Há jogadores que interessariam, mas não há como negociar, e jogadores que são possíveis, mas não estão nos planos da comissão técnica. Além disso, não há tempo para iniciar as conversas com outro alvo.

A ideia é que Bruno Tabata possa chegar para jogar contra o Atlético-MG, nas quartas de final da Libertadores. Para isso, o Verdão precisa finalizar todos os trâmites, inclusive a publicação no BID da CBF, até sexta-feira, já que no sábado se encerra o prazo para fazer substituições na lista de inscritos da competição continental.

Vale destacar que Bruno Tabata é um jogador prospectado pela análise de desempenho com aval de Abel Ferreira e seus auxiliares. Em Portugal, o técnico chegou a enfrentar o meia-atacante em cinco oportunidades, todas em confrontos entre Braga (equipe treinada por Abel) e Portimonense (time que o brasileiro defendia até 2020).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos