Palmeiras precisará de substituto para Scarpa na Libertadores; saiba alternativas

Abel Ferreira vai escolher o substituto de Scarpa na Libertadores (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Nesta terça-feira, o Palmeiras começa sua batalha por uma vaga na final da Libertadores-2022 ao enfrentar o Athletico-PR, na Arena da Baixada. No entanto, o desafio começou logo após a classificação nas quartas de final, quando já era sabido que Danilo e Gustavo Scarpa não poderiam estar em campo em Curitiba. Agora a dúvida maior fica por conta de quem ocupará essa vaga de meia no Alviverde.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Para a baixa de Danilo, na posição de volante, o desafio de Abel Ferreira é mais simples e até mais óbvio, uma vez que Gabriel Menino parece ser o substituto natural para o setor. A Cria da Academia tem entrado com frequência no time e tem correspondido, o que deixa também os torcedores um pouco mais tranquilos, pois o desfalque é de um dos melhores e mais talentosos atletas da equipe titular.

Se há uma certa tranquilidade nesse meio-campo defensivo, o mesmo não acontece quando pensamos no desfalque de Gustavo Scarpa. Além de de ser um jogador que tem se mostrado polivalente e multifunção, é aquele que tem entregado o melhor nível técnico do elenco, marcando gols, dando assistências e sendo decisivo nas bolas paradas. Difícil imaginar alguém que possa fazer algo parecido.

De fato, não há uma substituição do mesmo nível. Poderíamos pensar em Bruno Tabata, que chegou justamente para suprir essa carência no grupo, mas ele tem pouco tempo de Verdão e ainda não fez uma partida completa, tendo entrado ao longo dos segundos tempos dos últimos três jogos. Seria uma alternativa, mas parece ser, neste momento, a mais remota de todas que se apresentam.

No mesmo sentido, é possível imaginar a escalação de Atuesta, que não é exatamente um meia, mais fecharia o setor na recomposição e entregaria qualidade no passe. No entanto, tem sido pouco utilizado e não aparenta estar no topo da lista das preferências de Abel para a posição. Deve se manter como opção no banco de reservas.

Além desses que são jogadores do setor, as alternativas obrigatoriamente mudariam o esquema, abrindo mão de dois meias e colocando três atacantes. Uma saída bem possível é a escalar López no lugar de Scarpa, jogar Rony para o lado esquerdo e manter Dudu na direita, centralizando Veiga à frente de Menino e Zé Rafael. Resta saber se essa formação não comprometeria a questão defensiva.

Uma outra possibilidade plausível é escalar um outro atacante de velocidade como Wesley, que tem sido bastante utilizado, ou Breno Lopes, que não tem atuado. Essa alternativa deixaria o ataque palmeirense muito rápido e com fôlego para acompanhar os laterais do Furacão, se for preciso. Rony ficaria como o "falso 9" de sempre.

A verdade é que o Palmeiras sentirá muito a falta de Scarpa, mas sabe que ele voltará para o segundo jogo da semifinal caso seu substituto não corresponda. Por outro lado, Danilo só poderá atuar em caso de classificação para a final. Assim, Gabriel Menino terá a tarefa de fazer o torcedor não sentir a ausência do camisa 28.