Palmeiras fecha venda de Veron; confira os valores do negócio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Veron com uma das taças da Libertadores que ajudou a conquistar (Buda Mendes/Getty Images) (Getty Images)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Gabriel Veron não é mais jogador do Palmeiras. Na manhã desta quarta-feira, a presidente Leila Pereira disse "sim" à última oferta do Porto, de 10,25 milhões de euros ou R$ 56,6 milhões por 85% dos direitos econômicos. Os outros 15% seguirão com Verdão e Santa Cruz-RN, de olho numa venda futura.

Com o acordo entre os clubes, Veron embarcará nas próximas horas para Portugal, onde passará por exames médicos e assinará contrato com duração de cinco anos. O atacante está fora da lista de relacionados para o confronto com o América, nesta quinta, e não veste mais a camisa alviverde.

Leia também:

A venda havia sido praticamente sacramentada na terça-feira, depois que Lupercio Segundo, presidente do Santa Cruz, concordou com a divisão dos percentuais pela venda. O clube potiguar não ficará com os 40% a que tinha direito, deixando uma fatia maior para o Palmeiras.

Embora as cifras finais não tenham sido confirmadas, a expectativa é de que o Verdão fique com algo entre 7 milhões e 8 milhões de euros, que equivalem a R$ 44,2 milhões.

Nas últimas horas, Leila Pereira também conseguiu aumentar em 250 mil euros a proposta final do Porto e garantir mais 5% de uma venda futura. É que a proposta original previa 10 milhões de euros por 90% dos direitos econômicos.

Ainda assim, a transferência de Veron, de apenas 19 anos, é avaliada internamente como baixa. Dois anos atrás, antes mesmo de se firmar no time principal, o Palmeiras chegou a recusar uma oferta de 15 milhões de euros do Everton, da Inglaterra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos