Palmeiras expulsa cambistas de programa Avanti e solicita abertura de inquérito policial

Allianz Parque deve receber ótimo público para duelo com o Coritiba (Foto: Divulgação/Palmeiras)


Após receber inúmeras denúncias sobre o comércio ilegal de ingressos por parte de terceiros, o Palmeiras trabalhou junto com uma auditoria interna do clube, além da polícia civil, e conseguiu identificar e expulsar cerca de 200 cambistas do programa de sócios Avanti.

GALERIA

> Convocação da Seleção para os amistosos contra Gana e Tunísia

TABELA

> Clique e confira a tabela completa e simulador do Brasileirão!

O Verdão afirma que, antes do empate em 2 a 2 com o Athletico-PR, pela Libertadores, dezenas de entradas foram apreendidas dos cambistas que atuavam nos arredores do Allianz Parque. De acordo com o clube, todos eles tiveram de prestar depoimento na delegacia.

- Estamos empenhados em resolver este problema, que não é somente do Palmeiras, mas de todos os grandes clubes do futebol brasileiro. Já encaminhamos à polícia todas as informações que colhemos até o momento. Ao mesmo tempo, seguimos trabalhando em soluções tecnológicas para acabar com esta prática irregular, que tantos transtornos vêm causando ao nosso torcedor - disse Leila Pereira em nota oficial.

Agora, diante de todos esses fatos, o Palmeiras vai solicitar à polícia civil, por meio do DRADE (Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva), a abertura de um inquérito com o objetivo de ampliar a investigação sobre a prática ilegal.