Palmeiras ainda tem fatores a resolver para contratar Bruno Tabata

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Tabata demonstrou vontade de jogar no Palmeiras, agora aguarda desfecho (Foto: Divulgação/Sporting)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Palmeiras teve avanços significativos nos últimos dias para contratar Bruno Tabata, do Sporting de Portugal. No entanto, a torcida ainda fica em dúvida sobre o que está faltando para que esse reforço finalmente seja concretizada. O negócio não é simples, mas o LANCE! buscou entender alguns pontos a serem sacramentados.

GALERIA
> Relembre a invencibilidade fora de casa do Palmeiras na Liberta

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Vale destacar que a primeira dificuldade para esse tipo de negociação é o dinheiro. Mesmo para o Verdão, que tem uma saúde financeira excelente para os padrões sul-americanos, os valores em euros limitam muito ação do departamento de futebol. "Poxa, mas são só 5 milhões de euros". Sim, o "só" vale para eles europeus, já para os brasileiros é quintuplicar e ainda disponibilizar tudo isso à vista.

O Sporting quis assim, um valor fixo de 5 milhões de euros (quase R$ 27 milhões) e pagos de uma vez só. O Palmeiras tinha em mente dividir esses 5 milhões de euros entre valor fixo e bônus. Não deu certo. Depois, topou pagar o valor total, mas de forma parcelada, e parece que convenceu os portugueses a flexibilizarem a forma.

Mas aí é que vêm os entraves. A questão agora é a possibilidade de inserir um bônus por performance além dos 5 milhões fixos e ficar com uma porcentagem dos direitos econômicos, ou seja, o Sporting ganharia por metas alcançadas e ainda numa possível venda futura. Aqueles cinco milhões fixos podem até dobrar com essas variáveis.

Está vendo como não é fácil? No entanto, é possível dizer que ainda que seja difícil, a vontade do jogador em atuar no Brasil e disputar títulos pelo Palmeiras acaba ajudando na negociação. Se não houvesse esse fator, talvez as tratativas já estivesse encerradas. Se fechar a transferência, Tabata deve fechar contrato por quatro anos.

O meia, inclusive, recusou uma proposta do Oriente Médio, mais vantajosa financeiramente para ele e para o Sporting, a fim de ter essa chance com a camisa alviverde no topo do futebol brasileiro.

Dessa forma, não é exagero dizer que as pendências são entre o Palmeiras e clube português, uma vez que a outra parte interessada parece ter decidido o que quer para o seu futuro. Tanto fontes brasileiras quanto europeias estão otimistas com o desfecho do negócio e acreditam que os últimos obstáculo podem ser superados.

Embora o Palmeiras tenha até 15 de agosto, data do fechamento da janela, para definir a contratação, há quem diga que pode haver uma conclusão da "novela" ainda nesta semana. Por outro lado, há quem acredite que as coisas devem se resolver após o mata-mata com o Atlético-MG. Verdade mesmo é que Tabata é o alvo do Verdão para a posição de meia e não deve ter outra alternativa para este momento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos