Palmeiras afasta fantasma e consegue feito inédito na 'era Abel Ferreira'

Palmeiras vence primeira decisão por pênaltis sob o comando de Abel Ferreira (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Ao vencer o Atlético-MG nos pênaltis e se classificar para a semifinal da Libertadores, o Palmeiras afastou uma maldição recente na ‘era Abel Ferreira’. Foi a primeira vez, nas últimas seis oportunidades, que a equipe comandada pelo português conseguiu vencer uma disputa de penalidades.

GALERIA

> ATUAÇÕES: Em meio a vilões, Weverton é herói e classifica o Verdão
> Atlético-MG é alvo de zoações após eliminação para o Palmeiras

A primeira derrota aconteceu em fevereiro de 2021, quando o Verdão disputava o terceiro lugar do Mundial de Clubes de 2020. Na ocasião, empate sem gols no tempo normal e derrota por 3 a 2 para o Al Ahly, do Egito, nos pênaltis.

Em um intervalo de apenas dois meses, nova decisão na marca da cal. O Alviverde, campeão da Copa do Brasil, enfrentava o Flamengo, na época comandado por Rogério Ceni, vitorioso no Brasileiro, pela Supercopa do Brasil.

Após um jogo recheado de reviravoltas e um empate em 2 a 2 predominante no final, mais uma vez o time alviverde saiu sentindo um sabor amargo ao ver o adversário vencer por 6 a 5 e coroar a temporada.

No mesmo mês da conquista rubro-negra sobre o Palmeiras, aconteceu a decisão da Recopa Sul-Americana de 2021. Mais um episódio doloroso. Na ida, triunfo palmeirense por 2 a 1, fora de casa, sobre o Defensa y Justicia, da Argentina. Na volta, derrota pelo mesmo placar e título adversário por 4 a 3 nos pênaltis.

TABELA

> Que tal simular todos os resultados da Libertadores? Clique aqui!

Já em junho daquele ano, dessa vez pela Copa do Brasil, um roteiro parecido com o da Recopa assombraria a vida palestrina. Diante do CRB, fora de casa, o time de Abel venceu por 1 a 0, enquanto no Allianz Parque sofreu o revés nos pênaltis.

Depois, mais recentemente, aconteceu a eliminação para o rival São Paulo, novamente um time de Rogério Ceni, nas oitavas do torneio nacional. Mesmo com a vitória no tempo regulamentar por 2 a 1 e com uma tentativa de milagre de Weverton, o Palmeiras saiu derrotado mais uma vez na marca da cal.

Contudo, na partida contra o Galo na Libertadores, o camisa 21 conseguiu o milagre que tanto buscou. Após dois empates, o primeiro em 2 a 2 no Mineirão e o segundo em 0 a 0 no Allianz Parque, a decisão da vaga para a semifinal da competição continental aconteceu nos pênaltis.

Weverton defendeu a batida de Rubens, Murilo acertou a cobrança decisiva e levou o Verdão mais longe na busca do tetracampeonato da América.

Nas últimas seis decisões por pênaltis, foram 37 cobranças palestrinas, 22 convertidas e 15 desperdiçadas. Houve uma mudança significativa, principalmente no psicológico, para que o Palmeiras pudesse afastar a maldição das penalidades e seguisse cada vez em patamares mais altos do futebol.

Palmeiras nas últimas seis decisões por pênaltis:

- 37 pênaltis cobrados
- 22 pênaltis convertidos
- 15 pênaltis perdidos

- Derrota para o Al Ahly (Mundial de Clubes)
- Derrota para o Flamengo (Supercopa)
- Derrota para o Defensa y Justicia (Recopa Sul-Americana)
- Derrota para o CRB (Copa do Brasil)
- Derrota para o São Paulo (Copa do Brasil)
- Classificação sobre o Atlético-MG (Libertadores)