Ons Jabeur despacha Tomljanovic e se torna 1ª africana semifinalista do US Open

A tunisiana Ons Jabeur venceu nesta terça-feira a australiana Ajla Tomljanovic e se tornou a primeira tenista africana a avançar às semifinais do US Open.

Jabeur, número 5 do ranking da WTA, teve uma sólida atuação e fechou o jogo em 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 7-6 (7/4), em uma hora e 40 minutos de partida na quadra central de Flushing Meadows (Nova York).

Aos 28 anos, a tunisiana já tinha se tornado em julho a primeira africana a chegar a uma final de Grand Slam na era aberta (desde 1968) ao ser vice-campeã de Wimbledon.

"Espero que inspire mais gerações na África. Isso significa muito para mim", disse Jabeur após a vitória.

A tunisiana colocou fim à surpreendente campanha de Tomljanovic em Nova York, com destaque para a vitória sobre Serena Williams, que marcou a despedida da americana do tênis.

Depois de Serena, a australiana bateu a russa Liudmila Samsonova nas oitavas, num jogo em que salvou oito set points, mas nesta terça seu nível caiu diante de uma das melhores tenistas do circuito.

A tunisiana quebrou o serviço de Tomljanovic no início do segundo set, mas a australiana se recuperou e conseguiu levar a decisão para o 'tiebreak'.

Jabeur, tensa por ver sua vitória em risco, jogou várias vezes sua raquete no chão, o que levou boa parte do público a mudar de lado e apoiar sua adversária.

"Peço desculpas pelo meu comportamento. Queria manter a calma, mas a raquete escapou da minha mão", brincou. "Demorei a conter a frustração porque quando conseguia os 'breaks' ela continuava lutando e dificultando para mim".

Apesar do nervosismo, Jabeur sacramentou sua vitória no 'tiebreak' e reforçou sua confiança que vem crescendo desde sua espetacular atuação em Wimbledon.

"Lá eu perdi, mas agora sei que sou capaz de ganhar um Grand Slam", declarou.

gbv/gfe/cb