‘Nunca na minha carreira tive tantas contrariedades como encontrei no Botafogo’, diz Luís Castro, após revés

Luís Castro busca encontrar o equilíbrio no Botafogo, mas convive com problemas (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


Desde que chegou ao Botafogo, Luís Castro tem enfrentado uma série de problemas na montagem do time. É inegável que a equipe está em formação com os investimentos de John Textor, mas a grande quantidade de percalços com atletas lesionados ou em transição tem dificultado o trabalho do português.

– Sou um treinador muito positivo, sempre tenho o pensamento de que vamos conseguir os objetivos, mas esse ano tem sido demasiado. Nunca tive na minha carreira tantas contrariedades como encontrei no Botafogo - disse, e em seguida acrescentou:

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

- Continuo sendo positivo, mas a dimensão psicológica não existe só para o lado dos jogadores, existe também para os treinadores, para quem assiste, etc. Há momentos que temos que lutar contra mim mesmo, porque aconteceu com o Eduardo assim a poucos minutos, me faz lembrar os tempos de Covid-19. Queríamos continuar com a mesma dinâmica – explicou:

– O futebol está cheio de problemas diários em termos de saúde dos jogadores, cada vez os jogos são mais agressivos, é mais feito de duelos, cada vez os treinos são mais intensos na preparação para essas batalhas que vamos encontrar e é natural que muitas vezes joguemos no risco, no limite. Por um lado, se poupamos com medo de que algo aconteça, os jogadores não ficam no seu melhor momento. Nesse caso do Eduardo, não foi um problema muscular, assim como o Hugo que teve problemas gástricos – opinou.

Vale destacar que Eduardo teve um mal-estar e febre e foi cortado antes da partida contra o Corinthians. Nos primeiros minutos, um novo problema: Fernando Marçal sentiu uma fisgada na parte posterior da coxa direita e deixou o gramado para tratar da região.

+ ATUAÇÕES: Lucas Mezenga falha em revés do Botafogo para o Corinthians; Hugo entra mal e concede espaço

O Alvinegro volta a campo no dia 6, próximo sábado, para medir forças com o Ceará, às 16h30, no Nilton Santos. A partida será válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, a segunda do returno.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos