Novo acordo da SAF do Botafogo deve acelerar retorno de time de basquete


Um acordo da SAF do Botafogo pode, indiretamente, ajudar o clube social. O plano do Alvinegro para quitar R$ 15 milhões em dívidas do RCE (Regime Centralizado de Execuções), que incluem os débitos de credores, deve liberar as CNDs (Certidões Negativas de Débitos) ao Glorioso, o que aceleraria o retorno dos times de esportes olímpicos.

+ Fala, Doente! #4: Como explicar o momento do Botafogo dentro de casa? Ouça!

As CNDs são importantes porque elas permitem que a instituição possa ter acesso a programas de incentivos. Como o clube social não possui ligação com a SAF, o Botafogo FR depende de patrocínios para dar continuidade aos times olímpicos.

A equipe de basquete ficou fora do próximo NBB, que vai iniciar no mês que vem, pela falta de garantias financeiras. O Glorioso, pela falta de CNDs, não assegurou patrocínios suficientes para segurar um time por toda uma temporada.

O cenário vai mudar assim que as certidões aparecerem. O time de basquete, vale ressaltar, ainda não retornou - o Glorioso ainda tem as CNDs, mas está a caminho para isto.

+ Gustavo Sauer treina normalmente e pode reforçar o Botafogo no Brasileirão

O time de basquete do Botafogo foi campeão da Liga Sul-Americana em 2019, mas encerrou as atividades profissionais meses depois pela falta de recursos financeiros.

A coisa se repete para o vôlei, que também depende de patrocínios para existir e pode ser beneficiado pelas CNDs e o novo acordo da SAF junto aos credores do RCE.