Nova pesquisa Quaest mostra diferença de 14 pontos entre Lula e Bolsonaro. Veja os números

A décima terceira rodada mensal da pesquisa presencial Genial/Quaest sobre a corrida para o Palácio do Planalto mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 45% das intenções de voto no primeiro turno. Em segundo lugar, o presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece com 31%. A vantagem do petista sobre o adversário, hoje em 14 pontos percentuais, era de 16 pontos, em junho, e 17 em maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Compare pelas fotos: Apoiadores de Lula e Bolsonaro duelam por público nas ruas com ângulos favoráveis e apontando vazio rival

'A cara da democracia': PT é o partido mais lembrado, e PL ressurge com bolsonarismo, aponta pesquisa

Com os novos resultados, o presidente Bolsonaro continua mostrando sua resiliência diante da crise inflacionária e investigações de corrupção no Ministério da Educação, além da saída do ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães, um de seus auxiliares mais presentes em lives e aparições públicas, sob denúncias de assédio no ambiente de trabalho.

O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, oscilou de 7% para 6%. Simone Tebet (MDB), mesmo após o anúncio da aliança com o PSDB, aparece com 2%, o mesmo resultado de André Janones (Avante). Pablo Marçal (Pros) marca 1%, e os outros pré-candidatos não pontuaram.

Na simulação de segundo turno, Lula mantém a dianteira, com 53% contra 34% de Bolsonaro. Em relação ao levantamento de junho, o petista oscilou negativamente um ponto, enquanto o presidente oscilou positivamente dois pontos, de 32% para 34%. Outros 9% dos entrevistados disseram que não votariam num segundo turno entre Bolsonaro e Lula e 4% afirmaram que ficariam indecisos nesse cenário.

Vera Magalhães: Bolsonaro planta certo, mas colheita depende de tempo

Malu Gaspar: Bolsonaro falou sobre urnas várias vezes em reunião ministerial

A rejeição ao presidente Jair Bolsonaro permanece alta, em 59%, oscilando negativamente um ponto percentual na comparação com o mês passado. Ciro Gomes é o segundo mais rejeitado, com 55%. Lula tem índice de rejeição em 41%, oscilando positivamente um ponto.

Nas perguntas com respostas espontâneas (quando não são apresentadas opções aos entrevistados), o índices de indecisos vêm caindo gradativamente, chegando agora a 40%. Chama a atenção o fato de Bolsonaro ter subido quatro pontos percentuais de junho para julho (de 20% a 24%) nas respostas espontâneas, enquanto o Lula oscilou negativamente um ponto, de 32% para 31%. A Região Nordeste é outro ponto de atenção nesta rodada da Genial Quaest: enquanto Lula caiu de 68% para 59% nesses estados, Bolsonaro pulou de 15% para 22%. Por outro lado, no Centro-Oeste, uma das fortalezas bolsonaristas, o presidente caiu de 44% para 35%, enquanto Lula subiu de 24% para 39%.

A pesquisa Genial/Quaest ouviu 2.000 pessoas com mais de 16 anos e foi às ruas entre os dias 29 de junho e 2 de julho. As entrevistas presenciais ocorreram em todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais e menos em um nível de confiança de 95%. A pesquisa está registrada com o número BR-01763/2022 na Justiça Eleitoral.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos