Zinho: 'Não entendo a torcida do Flamengo exigir o Rafinha'

LANCE!
·2 minuto de leitura


A chegada do lateral-direito Rafinha ao Flamengo foi debatida pelo comentarista esportivo Zinho, da ESPN Brasil. Nesta quinta-feira, o ex-jogador concordou com a diretoria do clube carioca em não fazer grandes investimentos para trazer um atleta que "deixou o time na mão" em 2020: "Se o Rafinha voltar, vai fazer o que com o Isla?".

+ Veja a tabela do Campeonato Carioca 2021

- Ele saiu e a diretoria foi obrigada a investir em outro jogador e gastou grana para trazer o Isla, não foi barato. E nós estamos na pandemia, tem que ter responsabilidade. Se o Rafinha voltar, vai fazer o que com o Isla? Tira a paixão e a emoção, vamos na razão. Não é assim. Quer vir? Só que não tem condições de pagar o que está pedindo e ainda tem outro jogador na posição para pagar. Então, acho que a diretoria não está errada não - disse o comentarista.

Rafinha deixou o Flamengo no começo do Brasileirão de 2020, quando resolveu atuar pelo Olympiacos, da Grécia. Menos de um ano depois, já fora do clube estrangeiro, o Rafinha pode retornar ao elenco do Rubro-Negro. As tratativas com a dirigente esbarram em valores pedidos pelo atleta. Zinho lembrou que o lateral deixou o Flamengo na mão em 2020.

- Como jogador, admiro, respeito toda sua história, um cara importantíssimo para as conquistas do Flamengo, tanto dentro de campo como fora. Quando ele saiu, como amante de futebol, fiquei triste e não entendi a saída dele. Ele vem da Europa, com saudade do Brasil, ganhou tudo, financeiramente com um bom contrato. Então, não entendi - comentou ele, que seguiu:

- E agora, não entendo a torcida exigir o Rafinha. Com todo o respeito, eu acho errado ir pixar o muro. Porque foi o Rafinha que quis sair, o Flamengo queria continuar com ele.

O Flamengo tem ouvido da boca do lateral-direito que o mesmo já aceitou as condições financeiras oferecidas, porém um dilema interno - em relações aos valores, fator de discordância entre o departamento de futebol e membros da diretoria - emperrou a contratação que parecia iminente (veja mais aqui).