Zinho diz que 'provocação' de Gabigol a Rogério Ceni é ruim para o ambiente do Flamengo

LANCE!
·2 minuto de leitura


Além do comentarista Fábio Luciano, Zinho foi outro a criticar a "provocação" de Gabigol ao técnico Rogério Ceni na derrota do Flamengo para o Ceará por 2 a 0 no Maracanã, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Para ele, a atitude do atacante de ficar com a camisa de treino e de tirar as chuteiras no banco de reservas prejudica o ambiente do clube.


>> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro


- Concordo com o Fábio Luciano que essa atitude do Gabigol passa muito pela mania do jogador. Pelo estilo dele, Gabigol é assim, irreverente. Não é de ficar no banco, não sabe como se comportar no banco. Ficou claramente chateado e nem um pouco satisfeito. Não aceita o fato de o time todo estar mal e ele ser o cara para sair do time - afirmou Zinho durante o programa "Bate Bola Debate", da ESPN, nesta tarde.

- É ruim para o ambiente. Gabigol já é um jogador polêmico, tudo que ele faz gera muita repercussão, por tudo que ele joga dentro de campo mas também pelas atitudes como essa. Está errado. Não é momento para isso. Conquistou muitos títulos, mas passou, a vida continua. E vão ser cobrados por isso. Passa a impressão que esses jogadores acham que vão ganhar só com qualidade técnica que um dia demonstraram - destacou.

Entre as mudanças feitas por Rogério Ceni para o confronto, uma foi a saída de Gabi para a entrada do atacante Pedro. As alterações na escalação, inclusive, fizeram alguns torcedores criticarem o treinador nas redes sociais.

A nova derrota no Brasileirão impediu o Flamengo de diminuir a distância para o líder São Paulo, que também perdeu na rodada. O Rubro-negro, com uma partida pendente, está em 4º lugar e tem 49 pontos, sete a menos que o clube paulista. Próximo duelo será contra o Goiás na segunda-feira que vem, às 20h, no Serrinha.