Zidane minimiza larga vantagem do Real e prevê jogo difícil na volta

Mesmo após a grande vitória no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões, o Real Madrid preferiu adotar um discurso humilde. O técnico Zinedine Zidane concedeu entrevista coletiva logo depois da vitória por 3 a 0 em cima do Atlético de Madrid, dentro de casa, mas rechaçou a ideia de classificação garantida.

Pregando respeito ao rival, o francês exaltou a qualidade da apresentação dos merengues nesta tarde. Ele apontou que tudo pode acontecer no futebol e previu o confronto complicado na volta.

“Podemos estar contentes, mas não creio que haja euforia. A Champions, assim como a Liga (Espanhola), é muito importante para nós. Todavia, ainda não ganamos nada. Hoje iremos desfrutar, descansar e pensar na partida de sábado, que é importante para a Liga”, declarou Zidane, antecipando o confronto do final de semana, contra o Granada, válido pela 36ª rodada. “Sabemos que na volta teremos que lutar e vamos sofrer, isso é seguro”, completou.

No torneio nacional, os Blancos dividem a liderança com o Barcelona, com os mesmos 81 pontos, mas atrás por conta do rendimento nos confrontos diretos. O Real, no entanto, tem um jogo a menos em relação aos catalães, por conta da partida atrasada da 14ª rodada, diante do Celta de Vigo.

Ainda sobre o confronto contra o Atleti, Zidane rasgou elogios à atuação de gala de Cristiano Ronaldo. O craque português anotou todos os gols da partida, chegando à marca de 104 gols na Liga dos Campeões.

“Ele tem o gol. É único. Não sei se é só por isso, mas é importante e ele sabe disso”, apontou o treinador.

Atlético e Real voltam a se encontrar para decidir a vaga na competição mais importante da Europa às 15h45 do dia 10 de maio, no Vicente Calderón. Este será o último clássico de Madrid realizado no lendário estádio dos colchoneros, que jogarão em uma nova casa a partir da próxima temporada.