Zidane é principal nome para dirigir seleção francesa a partir de 2022

LANCE!
·1 minuto de leitura


A França quer ter Zidane como treinador após a Copa do Mundo do Qatar e o técnico do Real Madrid não descartou a ideia. O contrato do comandante merengue se encerra em junho de 2022, enquanto o de Didier Deschamps termina no final do mesmo ano. Noel Le Graet, presidente da Federação, afirmou que só deve tomar uma decisão caso o atual campeão mundial queira sair.

- Se Deschamps nos deixar e eu estiver aqui, a primeira pessoa que eu veria, seria o Zidane. Temos uma boa relação, pelo menos a nível pessoal - afirmou Le Graet aos microfones da “RTL”.

> Veja a tabela da La Liga

Em entrevista coletiva neste sábado, o merengue não quis comentar sobre o assunto, mas não descartou a opção de se tornar selecionador da França.

- No momento, estou aqui. Estou aproveitando o que estou fazendo aqui. Minha cabeça está no dia a dia. No futuro, nós veremos.

Deschamps está no comando da seleção francesa desde 2012 e o único título que conquistou com a equipe foi a Copa do Mundo da Rússia disputada em 2018. Ao fim do seu contrato, o treinador terá cumprido 10 anos à frente dos Bleus e a expectativa é de que o ex-meia deixe a equipe e abra espaço para um novo comandante.