Zico e dirigente japonês visitam Chape para “estabelecer diálogo”

O ex-meia Zico visitou a Chapecoense na última sexta-feira, juntamente com o presidente da liga japonesa, Mitsuru Mirai. O ídolo flamenguista tem forte relação com o Japão, onde jogou e também treinou a seleção nacional, inclusive enfrentando o Brasil na Copa de 2006, na Alemanha.

O encontro teve como motivação estreitar laços. Vale lembrar que os catarinenses irão ao Japão este ano, para a disputa da Copa Suruga, competição que coloca frente a frente os campeões da Copa Sul-Americana e da Copa da Liga Japonesa. A Chape pegará o Urawa Reds, no dia 15 de agosto.

Na reunião, a equipe sub-20 também recebeu convite para participar, no fim de 2017, de torneio organizado pela Federação Japonesa. Além disso, houve homenagens às vítimas da tragédia acontecida em novembro do último ano, com foco nos atletas que passaram pelo futebol japonês.

“Tivemos algumas conversas a respeito da relação dos clubes japoneses com a Chape e analisamos a possibilidade de estabelecer ações e diálogo – principalmente nas categorias (de base), sub-17 e sub-20”, explicou o presidente da Chapecoense, Plinio David De Nes Filho.

Dentro de campo, a equipe de Vagner Mancini começa bem o processo de reconstrução do clube. O time lidera o segundo turno do Campeonato Catarinense, com 13 pontos. Se mantiver a primeira posição, disputará a final contra o Avaí. Na Libertadores, o clube tem uma vitória e uma derrota, em dois jogos.

Na próxima terça-feira, a Chape encara o Atlético Nacional, na partida de ida da Recopa Sul-Americana, na Arena Condá. O jogo será histórico, já que marcará o primeiro encontro entre os times que deveriam ter se enfrentado em novembro de 2016, não fosse o acidente aéreo que matou 71 pessoas.