Zico cita legado de Dinamite no futebol: "Inspiração"

Grande amigo de Roberto Dinamite, o ex-meia e rival Zico se fez presente no velório aberto do maior ídolo da história do Vasco da Gama, em São Januário, nesta segunda-feira. Recebido pela viúva do craque vascaíno, Zico se emocionou e falou sobre a história que os dois escreveram juntos no futebol carioca.

Em breve conversa com a imprensa, o Galinho disse que: "É um legado completo. Tive o prazer de tê-lo como amigo apesar de sermos adversários em tantos anos. Nós jogamos juvenil juntos, estreamos no profissional na mesma época e paramos de jogar na seleção... Nós dois jogamos juntos na Seleção e nunca perdemos. Isso ratifica. Conseguimos, através de nossos clubes, levar sempre mais de 100 mil pessoas no Maracanã para ver futebol, levando divertimento sem precisar falar nenhuma besteira um do outro ou do clube. Esse respeito é muito importante para nós que fomos atletas e nos dedicamos muitos anos. Deus o levou, estava sofrendo muito. Nesses últimos tempos tive oportunidade de conversar muito com ele. A gente não queria que acontecesse, mas Deus levou. Eterno será sempre o Dinamite, mas Deus levou o Roberto, Carlos Roberto".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

Grande ídolo do Flamengo, o Galinho de Quintino chegou a vestir a camisa do Vasco em um amistoso, quando Dinamite pendurou as chuteiras e se aposentou da carreira de jogador de futebol. Nos últimos tempos, o camisa 10 do Fla também fez questão de visitar o amigo no hospital em que estava internado.

Aos 68 anos de idade, Roberto Dinamite faleceu no último domingo, 8 de janeiro. O ex-jogador e presidente do Vasco da Gama enfrentava um tumor no intestino desde o fim do ano de 2021.