Zenit topa pagar multa rescisória para contratar Rodrigo Caio

<em>Oferta dos russos pelo zagueiro pode chegar a R$ 67,3 milhões (Rubens Chiri/São Paulo)</em>
Oferta dos russos pelo zagueiro pode chegar a R$ 67,3 milhões (Rubens Chiri/São Paulo)

A promessa da diretoria do São Paulo de que mais nenhum jogador será vendido ficou seriamente ameaçada nas últimas horas. O Blog apurou que o Zenit, da Rússia, está disposto a pagar a multa rescisória de Rodrigo Caio para levá-lo nesta janela de transferências – o valor em contrato é de 18 milhões de euros ou R$ 67,3 milhões.

A esperança do São Paulo é de que Rodrigo Caio volte a recusar a mudança para a Rússia, como ocorreu no ano passado. Na oportunidade, o time de São Petesburgo ofereceu 14 milhões de euros, valor que interessava ao Tricolor. Porém, o zagueiro afirmou que queria jogar em uma grande liga da Europa.

Disposto a montar um time forte para a Liga dos Campeões, o Zenit acaba de gastar 38 milhões de euros com dois argentinos: o meia Paredes, da Roma, por 23 milhões de euros, e o atacante Driussi, do River Plate, por 15 milhões de euros.

Rodrigo Caio teve seu contrato renovado pelo São Paulo no fim de março, depois de uma longa novela. O zagueiro viu seu salário saltar de R$ 140 mil mensais para R$ 400 mil – somente Pratto ganha mais que ele no elenco tricolor. A multa rescisória também passou de 15 milhões de euros para 18 milhões de euros e o vínculo foi estendido até 2021.

Titular na última partida da seleção brasileira, na goleada por 4 a 0 sobre a Austrália, Rodrigo Caio estabeleceu como meta para sua carreira disputar a Copa do Mundo de 2018. A preocupação do zagueiro é se transferir para um clube de menor visibilidade e perder a oportunidade de participar do torneio na Rússia.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos