Zelensky pede que atletas russos sejam impedidos de participar dos Jogos Olímpicos de 2024

Os atletas russos "não deveriam" participar dos Jogos Olímpicos de Paris 2024, pediu o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, a seu colega francês, Emmanuel Macron, em conversa por telefone nesta terça-feira, dia em que a invasão russa completa 11 meses.

"Insisti particularmente que os atletas da Rússia não deveriam participar dos Jogos Olímpicos de Paris", escreveu Zelensky em sua conta no Telegram após sua conversa com Macron.

A Rússia invadiu a Ucrânia a partir de seu território e de Belarus no dia 24 de fevereiro do ano passado, três dias depois da cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022.

Esse ataque violou a trégua olímpica, aplicada de uma semana antes do início do evento e que vai até uma semana depois do final dos Jogos Paralímpicos.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) sancionou rapidamente Moscou e Minsk e, desde então, nenhum evento internacional esportivo é organizado nesses países. Tampouco é permitida a exibição de suas bandeiras em competições internacionais.

Em sua mensagem de Ano Novo, o presidente do COI, Thomas Bach, disse que as sanções esportivas se estenderão durante 2023.

"Estas sanções contra os Estados e os governos russo e bielorrusso devem se manter e serão mantidas com firmeza", afirmou Bach, reiterando "o compromisso total do COI e de todo o movimento olímpico a favor desta solidariedade".

Em meados de dezembro, Zelensky pediu que os atletas russos e bielorrussos fossem "completamente isolados" de qualquer competição internacional.

O presidente ucraniano também se mostrou contrário à proposta do Comitê Olímpico dos Estados Unidos, que permitia aos atletas desses dois países participar dos Jogos de Paris desde que não representassem suas bandeiras.

bur/dth/mcd/js/cb