Zagueiro sofre com Suárez, mas ganha camisa: "Ficar na memória"

Diego Rocha, zagueiro do São Luiz, pediu a camisa a Suárez após o jogo e prometeu guardá-la em um quadro.

Depois de ter passado trabalho ao marcar o atacante uruguaio Luis Suárez em sua estreia pelo Grêmio, o zagueiro Diego Rocha, do São Luiz, adversário do tricolor na Recopa Gaúcha, torneio que coloca frente a frente o campeão gaúcho e o da Copa FGF, disse ter vivido um momento único da vida que não irá esquecer jamais.

Triste pela goleada de 4 a 1 sofrida para o Grêmio, sendo três gols de Suárez, Rocha disse em entrevista na zona mista após a partida na Arena do Grêmio que: "Eu acabei pedindo para ele durante o jogo e ele falou que me daria depois. Cheguei aqui, pedi para ele, ele acabou pedindo a minha e a gente acabou trocando a camiseta. Vou botar em um quadro. Vai ficar na memória para o resto da vida. É difícil marcar um atleta como o Luis Suárez, o quinto maior artilheiro do mundo. A gente sabia que não podia dar mole para ele. A gente teve erros de passes, acabou caindo no pé dele. Ele teve quatro chances, fez três gols".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

A estreia de Suárez com hat trick

Foram necessários apenas 37 minutos para que o novo camisa 9 balançasse as redes do goleiro Gabriel Félix por três vezes. Para o público de quase 50 mil torcedores no estádio do tricolor gaúcho, que fez a festa desde antes do apito inicial, o jogo valeu muito mais do que a taça da Recopa Gaúcha.

Após o título, Suárez disse que: "A estreia é sempre importante, o jogador sempre quer que saia da melhor maneira. Não imaginava assim, fazer três gols. Põe um padrão muito alto, mas é importante começar bem e ter boas sensações para a equipe encontrar o ritmo e fazer uma boa temporada".