Zagueiro quer Sport se impondo em casa no clássico contra o Náutico

O Sport começa a decidir uma vaga na final do Campeonato Pernambucano no próximo domingo, quando encara o rival Náutico, na partida de ida da semi, na Ilha do Retiro. Para o zagueiro Matheus Ferraz, que está perto de completar 100 jogos pelo clube (são 96 até o momento), o importante é o Rubro-Negro se impor em casa.

“A gente tem que se impor. Tentar buscar a vitória, se possível por dois gols de diferença, que nos dará uma tranquilidade ainda maior”, declarou o defensor, que garantiu que o Sport vai para cima, mesmo tratando-se de um clássico.

“É um clássico, jogo difícil, mas nossa equipe vai sair em busca do resultado a todo momento”, cravou Ferraz, que foi titular da zaga, ao lado do experiente Durval, na partida do meio de semana, diante do Joinville, pela Copa do Brasil. Ronaldo Alves, que costuma atuar, está lesionado e ainda é dúvida para encarar o Náutico.

Mesmo correndo risco de perder a posição, quando o defensor contundido voltar a ter condições de jogo, Matheus mantém o discurso calmo. “Vou continuar tentando manter um nível alto dentro de campo. Tenho que agradar à comissão técnica e fazer o melhor pelos meus companheiros para conseguirmos a vitória”, finalizou.

Envolvido em três competições ao mesmo tempo, os comandados de Ney Franco têm uma série de decisões pela frente. Além da semi do Pernambucano, a equipe está na mesma fase da Copa do Nordeste, para encarar o outro rival, o Santa Cruz. Na Copa do Brasil, disputa com o Joinville uma vaga nas oitavas de final.