Zagueiro Fabrício, pouco aproveitado no CSA, rescinde com o clube

·1 min de leitura


A trajetória do zagueiro no CSA que começou no início da temporada, mais precisamente no mês de fevereiro, chegou ao fim com o encerramento antecipado do vínculo.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Um dos elementos que também colaborou para o baixo número de partidas feitas pelo atleta foi a contusão muscular que o tirou de combate apenas um mês depois de sua chegada, ficando sem condições de atuar por quatro meses.

A informação sobre o jogador de linha defensiva foi comentada pelo próprio Fabrício em palavras publicadas pelo 'ge'. E, apesar da trajetória um tanto quanto tímida, não faltaram elogios:

- Fico feliz por ter tido a oportunidade de vestir essa camisa durante a campanha na Série B, que se Deus quiser terminará com o acesso para a Série A. Ficam as lembranças boas do clube, cidade e torcedor. Vou acompanhar a equipe de longe agora e esperar que o grupo termine alcançando a Série A, que seria muito bom para o CSA e para o futebol alagoano e Nordestino. Tenho certeza que a equipe fará uma grande reta final de Série B.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos