Muntari abandona gramado após insultos racistas da torcida do Cagliari

Roma, 30 abr (EFE).- O meia ganês Sulley Muntari, do Pescara, abandonou o campo antecipadamente neste domingo, na derrota por 1 a 0 para o Cagliari fora de casa, como forma de protesto após ouvir gritos racistas das arquibancadas do estádio Sant'Elia.

Muntari pediu à arbitragem para que interrompesse o jogo aos 45 minutos do segundo tempo por conta de insultos racistas e deixou o campo ao receber um cartão amarelo, após o árbitro rejeitar o pedido.

O jogador perdeu a calma durante alguns minutos e abandonou o gramado, deixando o Pescara, lanterna do Campeonato Italiano, com apenas dez homens até o fim da partida.

Esta não é a primeira vez que ocorre um incidente deste tipo no estádio. Em 2010, a partida entre Cagliari e Inter de Milão foi interrompida durante alguns minutos após o camaronês Samuel Eto'o ter sido alvo de insultos racistas. EFE