Zagueiro 'cascudo' e clássico decisivo no Maraca: Teste de gente grande para Pedro

Enquanto motivação por boa vitória sobre a Universidad Católica é exaltada, rotina insana causada pela sequência de jogos é vista como empecilho para render bem no Fla-Flu

Com apenas 19 anos e pouca experiência nos profissionais, o atacante Pedro, aos poucos, ganha espaço no Fluminense de Abel Braga. A revelação de Xerém tem quatro gols no ano e é a sombra de Henrique Dourado, um dos artilheiros do Brasil em 2017. Mesmo assim, segue firme na disputa no ataque e terá chance de começar jogando nesta tarde, contra o Vasco. Inclusive, o jogador só não foi titular contra o Flamengo na Taça Rio porque o treinador queria alguém mais 'cascudo' em um jogo grande. E nada melhor que um clássico decisivo para mostrar seu valor.

- Um gol em um clássico seria muito importante para pegar confiança. Sempre sonho com isso. Se Deus quiser vou voltar a marcar - disse o camisa 32, antes de comentar o confronto com o capitão vascaíno.

- O Rodrigo é um jogador experiente, mas eu vou entrar e fazer a minha parte, sem criar polêmica.

Pelo profissional, Pedro entrou em dois clássicos e começou jogando uma vez - com equipe reserva - mas pouco fez em campo. Para o capitão Henrique, o desempenho apagado contra os rivais não é motivo de preocupação e o jovem tende a evoluir a cada partida.

- O Pedro é um jogador jovem, tem muita qualidade. Está buscando o seu espaço. Está trabalhando muito. Busca sempre o melhor. Está no caminho certo, ainda vai evoluir muito - afirma o zagueiro.







E MAIS: