Com zaga bem, Dorival estuda formas de melhorar ataque santista

Após sofrer bastante com a inconsistência no começo da temporada, levando dez gols em oito jogos, a defesa do Santos finalmente ‘encaixou’ nas últimas partidas e parece não ser mais um problema para o técnico Dorival Júnior. Além disso, o comandante finalmente encontrou em David Braz e Lucas Veríssimo a tão sonhada dupla de zaga ideal.

Com os dois em campo, o alvinegro levou apenas dois gols em seis duelos. Porém, o treinador agora precisa resolver um outro problema do time: o ataque. Se lá atrás as coisas estão indo bem, a parte ofensiva do Santos tem deixado a desejar.

Nas últimas três partidas, o Peixe anotou apenas um gol. Ironicamente, o tento foi marcado pelo zagueiro David Braz, na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, no último dia 10, pelas quartas de final do Paulistão, que culminou com a eliminação santista nos pênaltis.

Apesar dos problemas para balançar as redes, Dorival não pretende mudar a formação e nem sacar algum jogador do setor ofensivo. O treinador acredita que a equipe até tem criado oportunidades, mas vem falhando na hora do último passe ou da finalização.

Durante o treino desta terça-feira, último antes do duelo contra o Paysandu, nesta quarta, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o comandante irá separar um espaço do treino apenas para trabalhar finalização.

Sem mistérios no time titular, o Peixe deve encarar o Papão com: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.