Zada participa de mesa redonda da Copinha para falar sobre a base do Volta Redonda


O gerente de futebol do Volta Redonda, Zada, participou nesta quarta-feira, da mesa redonda intitulada "Transição base-profissional: desafios e possibilidades", em encontro envolvendo representantes dos clubes participantes desta edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, que aconteceu no Salão Nobre da Federação Paulista de Futebol.

O dirigente do Tricolor de Aço recebeu o convite de Eduardo Freeland, Gerente Geral do Futebol de Base do Flamengo. Esteve com ele Fernando Yamada, Gestor do Departamento de Formação do Corinthians, o técnico Zé Ricardo e o Coordenador Técnico de Base do Bahia, Roberto Braga.

- Fiquei muito feliz com o convite. Contar um pouco da história do Volta Redonda para os principais gestores do país, me deixa orgulhoso. Olhar para trás e ver a trajetória do clube nos deixa muito feliz, pois temos certeza que todo esforço foi válido e ainda temos muito a melhorar - declara Zada, que projeta o acesso do Volta Redonda no Brasileiro para elevar a base a outro patamar.

- O nosso planejamento ainda falta um passo importante que é chegar na Série B do Campeonato Brasileiro. Com isso acredito que definitivamente alcançaremos um nível melhor de investimento nas categorias de base. Hoje a base é nosso carro-chefe no clube. Temos muito carinho e orgulho de ser um clube com certificado de formador - complementa o gerente.

Em 2019, a base do Volta Redonda ficou entre as oito melhores equipes da edição da Copinha e, nestes cinco anos à frente do Tricolor de Aço, Zada reergueu as categorias de base do clube. Após cumprir uma série de exigências, o Volta Redonda recebeu este ano da CBF, a Confederação Brasileira de Futebol, o Certificado de Clube Formador (CCF). Apenas 5% dos clubes brasileiros conseguiram ser aprovados para receber o documento.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também