Zabit pelo cinturão e mais quatro lutas a casar pós-UFC Moscou

Yahoo Esportes
Magomedsharipov acerta um chute em Calvin Kattar (Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images)
Magomedsharipov acerta um chute em Calvin Kattar (Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images)

Zabit Magomedsharipov quer se tornar o segundo russo a conquistar um cinturão no UFC, e a vitória sobre Calvin Kattar pode ter garantido a ele a oportunidade.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O peso-pena passou por Kattar na luta principal do UFC Moscou, na tarde de sábado, e usou o microfone para pedir a chance contra o vencedor de Max Holloway x Alexander Volkanovski, agendada para o dia 14 de dezembro em Las Vegas.

Leia também:

O compatriota de Khabib Nurmagomedov não sabe o que é perder desde 2013, e a impressionante sequência de 14 triunfos deverá ser o bastante para lhe alçar ao posto de desafiante ao trono em 2020.

Magomedsharipov reconheceu, em sua entrevista pós-luta em Moscou, que precisa melhorar o preparo físico para aguentar fazer cinco rounds em uma possível disputa de título, especialmente se o oponente for Holloway, que tem preparo físico fora do comum. Com condicionamento em dia, Magomedsharipov seria parada duríssima para Holloway e Volkanovski.

Abaixo vão outras lutas que o blog casaria para os principais nomes do UFC Moscou:

Calvin Kattar x Mirsad Bektic: Kattar teve um bom terceiro round após o cansaço de Magomedsharipov, algo previsto pelo brasileiro Renato “Moicano” nos pitacos pré-evento, mas não fez o suficiente para vencer.

Kattar ainda figura entre os melhores 15 atletas da divisão até 66kg e deve enfrentar alguém da elite da categoria em seu retorno. Bektic, atleta bósnio que vinha de triunfos sobre Godofredo Pepey e Ricardo Lamas até parar em Josh Emmett, seria um interessante confronto de estilos.

Alexander Volkov x Francis Ngannou: A troca de adversário em cima da hora mudou completamente o estilo de oponentes para Volkov, mas o russo saiu vitorioso diante de Greg Hardy, que tomou o lugar do ex-campeão brasileiro Junior “Cigano”.

O UFC poderia remarcar o duelo Volkov x “Cigano” para o primeiro trimestre de 2020, mas a melhor alternativa seria colocá-lo contra Ngannou, que ficou à deriva com a possibilidade de trilogia entre Stipe Miocic e Daniel Cormier.

A luta faz pouco por Ngannou em termos de ranking, uma vez que ele já merece disputar o título, mas o peso-pesado camaronês já disse que topa para se manter em atividade e ganhar uma grana. O duelo seria a atração perfeita para a histórica estreia do UFC em território francês em 2020.

Greg Hardy x Sergei Pavlovich: A diferença no nível técnico para Volkov foi gritante mas não surpreendente, uma vez que o russo já lufava MMA antes de Hardy começar sua carreira de oito anos no futebol americano, mas Hardy mostrou potencial.

Um bom adversário para o atleta da American Top Team seria Pavlovich, que nocauteou Marcelo Golm e Maurice Greene após cair diante de Alistair Overeem em sua estreia.

Klidson Abreu x Michal Oleksiejczuk: O histórico de Abreu ficará marcado com uma derrota no UFC Moscou, mas quem assistiu à luta sabe que o resultado na decisão dividida dos juízes foi bastante controverso.

Oleksiejczuk, que foi cotado para enfrentar Maurício “Shogun” no UFC São Paulo após a saída de Sam Alvey, seria um ótimo oponente para o brasileiro. Oleksiejczuk venceu duas das quatro lutas que travou no UFC, ambas por nocaute.

Veja mais de Guilherme Cruz no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Leia também