Zé Vitor fala da vontade em voltar a defender o Cianorte no Paranaense


Mantendo a forma em Guarabira-PB, sua cidade natal, o volante Zé Vitor do Cianorte vive a expectativa do retorno do Campeonato Paranaense, parado por conta do surto do novo coronavírus. Classificado na quinta posição, o clube do interior enfrentará o Operário nas quartas de final do torneio. O jogador revela ansiedade pela volta das atividades.

- Nós batalhamos muito para que o Cianorte conquistasse uma vaga na segunda fase do estadual. Nossa reta final foi arrasadora e como estávamos embalados, tudo que desejávamos era jogar de imediato com o Operário. Já são 45 dias sem atuar e claro, sinto falta do convívio, de fazer o que gosto. A cada toque do celular imagino que possa ser um aviso do clube pedindo para eu me reapresentar - brincou.

Zé Vitor estava no Internacional até ser contratado pelo Cianorte para a disputa do campeonato estadual. Foi campeão brasileiro de aspirantes pelo Colorado em 2019 numa decisão que reuniu também o arquirrival Grêmio. Zé comenta o quanto a experiência de ter vestido uma camisa tradicional na base o ajudou na transição para uma equipe profissional.

- Sem dúvida alguma isso acaba te habituando a uma pressão maior desde cedo. A chegada aos profissionais é um dos momentos mais decisivos na carreira de um atleta e creio que não senti essa mudança justamente por já estar acostumado a jogos duros, com torcidas fanáticas a favor e contra - concluiu.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também