Zé Ricardo valoriza vitória do Fla em meio a série decisiva

Muito satisfeito com a vitória sobre a Universidad Católica por 3 a 1 nessa quarta, o técnico Zé Ricardo admitiu, em entrevista coletiva logo após o duelo no Maracanã, que se sente muito feliz com a classificação encaminhada para a próxima etapa da Copa Libertadores da América, mas alertou que Flamengo não pode esquecer que vai encarar um adversário muito difícil na Argentina, já que o San Lorenzo reagiu na competição e vai brigar pela vaga na última rodada.

O treinador rubro-negro aprovou o desempenho do grupo, lembrou que a equipe vem disputando vários jogos decisivos em sequência e, mesmo assim, tem obtido bons resultados.

“A Católica criou grandes dificuldades com sua equipe muito técnica, mas o Flamengo deu um passo muito importante com a vitória no jogo do Maracanã. Nosso time mostrou um poder de superação muito grande, principalmente após o gol de empate”, avaliou o comandante.

Zé Ricardo fez questão de elogiar o atacante Guerrero e o meia Everton pelo nível mostrado nessa quarta. E destacou a participação dos laterais Rodinei e Trauco, que foram fundamentais para a conquista do resultado.

“Quando penso que minha avaliação de admiração por esses jogadores chega ao limite, eles mostram que tenho que admirá-los mais ainda”, concluiu.

Destaque da equipe na vitória, com um gol e 14 finalizações durante a partida, o atacante Paolo Guerrero explicou que estava tentando marcar desde o primeiro tempo, mas reconheceu que o goleiro chileno estava atrapalhando seus planos. E recordou seu gol, que só saiu na etapa final. “Graças a Deus, eu chutei cruzado e não deu para ele pegar”.

Já o lateral Rodinei, que entrou no intervalo e abriu o caminho da vitória, disse que precisa agradecer ao técnico Zé Ricardo pela oportunidade e brincou com o fato de ter marcado o gol com o pé esquerdo, lance raro em sua carreira. “Pé esquerdo não é o meu bom, ajuda para pisar na embreagem e hoje contribuiu para essa festa linda”, comentou, aos risos, o provável titular contra o San Lorenzo, na Argentina, pois Pará vai cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos.