Zé Ricardo valoriza campanha de Fla e Flu e descarta favoritismo na final

O Flamengo se impôs na semifinal do Campeonato Carioca, e venceu o Botafogo por 2 a 1 na tarde deste domingo, no Maracanã. A vitória classificou o Rubro-Negro para a final do Estadual, diante do Fluminense, que será disputada em dois jogos.

Após a partida desta tarde, o técnico Zé Ricardo destacou as campanhas de Flamengo e Fluminense, e viu a ambos como merecedores de disputar o título. Com 27 e 26 pontos na soma dos dois turnos, respectivamente, as duas equipes obtiveram as duas melhores campanhas na competição.

O treinador ainda fez questão de descartar o favoritismo da equipe da Gávea na decisão, ao contrário do que fez o técnico Abel, que no sábado apontou o adversário como principal concorrente ao título.

“Merecidamente tem a final Fla x Flu, pontuação geral acabou prevalecendo. Final não tem favorito. Flu é equipe competitiva, agradável de ver jogar. Time talentoso, jovem, não encaro o Fla favorito, apesar do que Abel disse. Vão ser dois grandes jogos, disse Zé Ricardo na entrevista coletiva no Maraca”, avaliou o comandante da Gávea.

Apesar de ressaltar a boa campanha de ambos os rivais, Zé focou no desempenho rubro-negro. Ele elogiou a atuação de Paolo Guerrerro, autor dos dois gols do Fla, e exaltou a entrega dos jogadores.

“Antes de mais nada parabenizar desempenho, fizemos o que treinamos. Eles, sem vaidade nenhuma, jogaram fora de sua posição, caso do Arão. Ideia era ter três homens de frente pressionando e Paolo desmanchando a zaga do Botafogo. Primeiro tempo aconteceu, mas faltou aproximação. Decidimos inverter Gabriel para o centro depois e acho que merecemos a vitória,” afirmou.

Antes da primeira partida da final do Carioca, que será disputada no próximo domingo, o Flamengo tem um compromisso importante pela Libertadores. Na quarta-feira, a equipe enfrenta o Atlético-PR na grama sintética da Arena da Baixada. O Fla lidera o Grupo 4 da competição com 6 pontos em três rodadas, e é seguido de perto pela Universidad Católica-CHI, com 5, e o Furacão, com 4.

O Grupo 4, considreado o grupo da morte, é um dos mais embolados, o que torna a partida em Curitiba de grande importância para as duas equipes. Zé Ricardo vê o elenco preparado para enfrentar o momento decisivo da temporada.

“Sabíamos que mês de abril seria mês muito difícil para a gente, com finais do estadual e partidas da Libertadores. Colocamos na cabeça do grupo que todo plantel é importante. Competitividade entre eles é bastante saudável. Grupo que pode passar bem nesse momento decisivo,” concluiu o treinador, sem indicar se manterá a mesma escalação que iniciou o clássico diante do Botafogo na próxima quarta-feira.