Zé Ricardo elogia Raniel, celebra vitória do Vasco na Série B e prega tranquilidade: 'Dias melhores'

Zé Ricardo segue pressionado no Vasco, que ainda não teve uma atuação convincente (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


Após sofrer críticas por parte da torcida cruz-maltina, Zé Ricardo conquistou a primeira vitória na Série B do Brasileiro. Nesta quarta, o Vasco venceu a Ponte Preta por 1 a 0, pela quarta rodada. Depois do jogo, o técnico do Gigante da Colina elogiou o elenco e comentou sobre uma possível demissão em caso de resultado desfavorável. Contudo, o treinador destacou que segue trabalhando junto ao grupo para retornar à Série A com o clube.

- Acho que o Vasco fica muito forte quando tem essa sinergia entre todos. Sabemos que não temos aqui Carlos Germanos, Pedrinhos, Juninhos, Romários… mas temos um grupo que honra a camisa do Vasco da Gama. Temos uma base forte, que é marca do clube. E uma torcida que quando está do nosso lado tira algo que a gente nem sabia que estava na gente. Quem me conhece sabe que, no dia que eu achar que não tenho mais condições de ajudar o Vasco, ninguém precisa me falar. Sei exatamente o que fazer. Entendo que tem muita coisa pela frente. É um clube gigante, com uma história linda e que merece dias melhores - disse o treinador.

O técnico também comentou sobre o primeiro contato com Raniel, atual artilheiro do Vasco. Zé Ricardo ainda disse que o atleta está correspondendo às oportunidades em campo.

- Raniel foi um dos muitos atletas que entrei em contato. A gente tentou o máximo possível montar um elenco equilibrado e forte dentro das condições. Ele foi um jogador que, na primeira ligação que tivemos, ele tinha que ser um jogador do Vasco. Porque sem me conhecer, logo no primeiro contato, ele disse “professor, só quero uma oportunidade”. Ele merece, pelo que a vida ensinou para ele, está sabendo aproveitar. Espero que continue em alto nível, taticamente disciplinado e um atleta de grupo, sempre dando força para os companheiros. Tomara que ele continue assim e que nenhuma contusão venha a atrapalhar.

Por fim, Zé Ricardo repudiou a intimidação que sofreu junto ao elenco na última semana, no Aeroporto do Galeão. Ele disse que a insatisfação deve ser expressada nos jogos e de maneira apropriada, além de destacar outros clubes que sofreram o mesmo recentemente.

- Experiência não se compra na farmácia, a gente vai adquirindo. Vejo que no último mês e meio, pelo menos cinco equipes sofreram situações como as que o Vasco sofreu. O que eu mais peço para os meus jogadores é tentar manter o equilíbrio, que é o que tem que marcar a nossa vida. No futebol, tem momentos bons e ruins, em que esticamos os bons e tentamos sair rápido dos ruins.

- A preocupação é que Bahia, Flamengo, Vasco e Fluminense viveram momentos tensos. A cobrança existe, tem que existir, mas nas maneiras corretas para se cobrar, em campo. Hoje teve momentos em que a torcida ficou tensa, a cobrança aconteceu e tentamos reajustar para segurar o ímpeto da Ponte Preta. Soubemos jogar o jogo que não é exatamente aquilo o que queremos, mas que a Série B exige, de competitividade e duelos. Foi bom para mim, claro, mas principalmente para o clube. Agora vamos nos preparar mais tranquilos para o jogo contra a Tombense - complementou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos