Zé Ricardo diz que Flamengo 'precisa aprender a sofrer' na Libertadores

Igor Siqueira e Paulo Victor Reis

O Flamengo inicia sua trajetória na Libertadores nesta quarta-feira, em jogo contra o San Lorenzo, no Maracanã. Após um treino fechado no estádio, o técnico Zé Ricardo conversou com a imprensa no início da noite desta terça. Entre os diferentes pontos da entrevista coletiva, houve perguntas relacionadas ao estilo do torneio sul-americano, mais 'brigado'. Consciente desta característica, o treinador disse que é preciso aprender a lidar com a situação.

- É uma competição em que se precisa ter técnica e tática, mas também a competição aflorada. Tenho certeza que os atletas estão concentrados na competição, vamos ter de ter uma dose de sacrifício muito grande. Temos que pensar em passar de fase, temos que aprender a sofrer, é uma competição sofrida, temos que buscar os nosso pontos com unhas e dentes, não será diferente. Precisamos ver a competição de maneira grandiosa, tenho certeza de que os atletas vão honrar este manto - disse o comandante rubro-negro.

Após o vice-campeonato na Taça Guanabara, o Flamengo conversou para não cometer mais tantos erros.

- O que conversamos é que dificilmente vamos ter um primeiro tempo tão estranho como tivemos no domingo. Sem dúvida eles (San Lorenzo) acompanharam o jogo de domingo. Temos que ficar atentos para ficar equilibrados. O que aconteceu domingo não volta a acontecer na temporada - garantiu o treinador.

Por causa do treino fechado, há mistério na escalação. No entanto, o técnico Zé Ricardo diz que não deve fazer grandes modificações no time titular.

- Temos algumas avaliações para fazer ainda, mas não devo ter grandes mudanças. O que aconteceu na última partida ficou para trás. Os atletas são experientes. Nesses dois dias que passaram, eles perceberam que podemos melhorar para buscar uma grande atuação e a vitória - comentou.

O treino de reconhecimento ao gramado, neste terça-feira, deixou os jogadores conscientes da condição do campo.

- Essa era a intenção (ver o gramado). Não está 100%, mas está em boas condições para a prática do jogo - analisou.














E MAIS: