Zé Love relembra passagem de sucesso no Santos: 'Lembranças boas'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


Um dos jogadores mais carismáticos do Santos nos últimos anos, Zé Love não esconde o carinho que sente pelo clube, mesmo dez anos após a sua chegada ao Peixe.

Atualmente com 32 anos, o atacante recém retornou ao Brasil, após uma passagem relâmpago pela Malásia. Pelo Brasiliense, o jogador marcou sete gols em sete partidas disputadas, até a parada do futebol brasileiro, devido a pandemia do novo coronavírus.

Zé Eduardo fez parte da última geração dos Meninos da Vila, bicampeã paulista e campeã da Copa do Brasil e Libertadores, entre 2010 e 2011. Embora não fosse prata da casa, ele atuou com crias do Alvinegro Praiano que entraram para a história do clube, como Ganso, Robinho, Neymar, entre outros.

– Tenho uma história muito bonita no Santos. Só quem jogou com aquela torcida a seu favor sabe a emoção que é. Jogar no Santos é um privilégio. Pude conquistar uma Copa do Brasil, uma Libertadores e dois Paulistas com o clube, em um elenco que só tinha jogador de alto nível. Foi uma fase muito especial em minha vida. Só tenho lembranças boas de tudo que vivi no Peixão – disse.

Pelo Peixe, fez 81 partidas e marcou 26 gols. No início de 2011 foi vendido ao Genoa, da Itália, mas antes disso fez parte do elenco titular do Santos na conquista da terceira Libertadores da instituição, já que, devido a um acordo entre as diretorias santista e da equipe italiana, o “atacante do amor” pôde se apresentar no Velho Continente apenas no segundo semestre daquela temporada.

Neste ano, o objetivo do atleta é brigar pela artilharia do Campeonato Candango, com a camisa do Jacaré. No último jogo antes da pausa esportiva nacional, Zé marco três gols na goleada por 8 a 0 do Brasiliense sobre o Paranoá, no Serejão, pela 11ª rodada do Estadual.