Yuri Alberto tem melhor sequência desde a sua promoção no Santos

Fábio Lázaro
LANCE!


Desde que ascendeu aos profissionais do Santos, em novembro de 2017, o atacante Yuri Alberto não havia registrado uma sequência substancial de tempo em campo. No entanto, essa realidade mudou em apenas cinco jogos em 2020, sob o comando do técnico Jesualdo Ferreira, e o jogador já possui 339 minutos em cinco partidas disputadas.

Nos primeiros 44 dias deste ano, o jogador ficou entregue a Seleção Brasileira, que disputou o torneio pré-olímpico, na Colômbia. A sua apresentação no CT Rei Pelé para a temporada só aconteceu no 13 de fevereiro, com cinco rodadas do Campeonato Paulista já disputadas. Ele foi relacionado pela primeira vez na derrota do Peixe por 2 a 0 diante do Ituano, em Itu, pela sétima rodada do Estadual, mas não saiu do banco de reservas. No compromisso seguinte, empate sem gols no clássico contra o Palmeiras, pela oitava partida do Paulistão, foi titular atuando em posição diferente da sua de origem, movimentando-se no setor ofensivo entre as pontas e por trás do centroavante, como um segundo atacante. Foi bem e abriu espaço para a sua sequência de jogos.

Até o então, a sua maior série de minutos em campo em partidas seguidas aconteceu entre maio e julho de 2018 (com a pausa para a Copa do Mundo neste meio tempo), onde fez seis jogos seguidos (um como titular e cinco entrando no decorrer da partida) e totalizou 183 minutos. Dessa vez, o Menino da Vila foi titular três vezes e entrou no durante o jogo em duas oportunidades, registrando os 339 minutos citados acima. Além disso, marcou um gol, na nona rodada do Paulista, contra o Mirassol, o seu terceiro na carreira.

Essa boa sequência chega em bom momento para Yuri Alberto. Com contrato até 31 de julho, ele já pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube. A série de jogos pode pesar favoravelmente para a sua permanência. O jogador tem deixado a situação na mão do seu pai e empresários, já o clube entende que o atleta deseja ser valorizado e acredita num consenso na negociação em breve.

No ano passado, sob o comando de Jorge Sampaoli, Yuri esteve em apenas duas partidas, das 15 em que foi relacionado, ambas entrando no decorrer do jogo, totalizando apenas 90 minutos em campo.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também