Yeltsin Jacques vence os 1.500m e conquista o centésimo ouro do Brasil na história das Paralimpíadas

·1 minuto de leitura


Yeltsin Jacques fez história para o Brasil nesta segunda-feira nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O velocista não só venceu a final dos 1500m, classe T11, para deficientes visuais, como conquistou a centésima medalha de ouro do Brasil na história nas Paralimpíadas. O atleta brasileiro ainda quebrou o recorde mundial da prova, com tempo de 3m57s60.

+ Claudiney Batista é bicampeão paralímpico no lançamento de disco

Este é o segundo ouro de Yeltsin Jacques em Tóquio. Antes, o brasileiro já havia subido ao lugar mais alto do pódio também na prova dos 5000m. Na decisão dos 1500m desta segunda, o velocista não deu chance aos adversários, abriu distância logo na primeira volta e venceu com mais de oito segundos de vantagem sobre o japonês Shinya Wada.

+ Beth Gomes quebra recorde mundial e leva ouro no lançamento de disco

- Hoje de manhã o Bira (guia de Yeltsin) me falou isso, e me deu motivação: "Ó, a gente tem chance de fazer história mais uma vez, centésimo ouro do Brasil na história das Paralimpíadas". Eu falei: "É por por duas coisas. Primeiro, para subir o Brasil no quadro de medalhas; e segundo, é para construir essa história" - disse o atleta após a prova ao 'SporTV'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos