Yair Rodríguez lembra única derrota no UFC e admite falta de foco: "Me afetou"

Novo combate entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens acontece no UFC Boston, diz site
Novo combate entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens acontece no UFC Boston, diz site

Yair Rodríguez viveu o melhor e o pior por ter sido uma das grandes revelações do UFC nos últimos tempos. Vencedor do ‘TUF Latin America’, em 2014, o mexicano chegou a cinco triunfos consecutivos no octógono, encabeçando cards com menos de 25 anos. Mas tudo isso parece tê-lo atrapalhado. O peso-pena (66 kg) afirmou que a derrota para Frankie Edgar, em maio de 2017, mostrou que ele não estava concentrado como antes e serviu de aprendizado para o futuro.

Neste sábado (21), ‘Pantera’ encara Jeremy Stephens pelo UFC México. Será apenas a segunda luta dele após seu primeiro revés no Ultimate, mas Yair garante que aprendeu bastante desde então. Ele declarou ao site ‘MMA Fighting’ que a derrota por nocaute técnico no fim do segundo round o alertou para mudanças na maneira de encarar seus compromissos no octógono.

“Me afetou. Eu sou um competidor. Sempre luto para vencer. Não fico confortável com a derrota. O que mais me afetou não foi fato de que eu não treinei para aquela luta, nada disso, foi o fato de que eu não estava sequer focado para aquela luta, naquele momento. Isso realmente me afetou na luta e depois da luta. Depois, eu refleti sobre isso, e percebi que aquilo foi algo que poderia acontecer a qualquer um de nós”, falou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“É um jogo 50%/50%, nosso esporte é difícil. É me aprontar, me concentrar mais. E foi algo que eu aprendi na minha última luta: peguei a luta em cima da hora, minha saúde não estava das melhores, meu treino não foi dos melhores, e mesmo assim eu fiz cinco rounds com Zumbi Coreano, que é um cara respeitado há muito tempo”, acrescentou.

Rodríguez comentou também sua insatisfação com o fato de ter sido escalado para enfrentar Jeremy Stephens. Segundo o mexicano, entretanto, não se trata de algo pessoal ou de depreciar a qualidade do seu oponente. ‘Pantera’, sétimo colocado no ranking do UFC, alegou que esperava um adversário melhor colocado na listagem.

“Não é que eu tenha algo contra Jeremy. Conheço ele de outros tempos, treinamos na mesma academia algumas semanas, é só que… Se eu vou lutar, e eu estou arriscando tudo de qualquer forma, eu gostaria de enfrentar um cara que estivesse acima de mim no ranking. Ele é o oitavo. Não é ruim. Mas se eu estou me arriscando, dando meu melhor, eu só quero um… Não um melhor adversário, mas um melhor número. Porque eu não (escolho), eu vou lutar de qualquer forma”, disse.

Yair vem de um nocaute fulminante sobre Chan Sung Yung, o ‘Zumbi Coreano’. O duelo foi decidido por uma cotovelada invertida que encerrou o duelo no último segundo. Como profissional, o mexicano tem 11 triunfos e apenas duas derrotas.

Leia também