Yago Felipe garante confiança em Marcão e fala em 11 finais para o Fluminense no Brasileirão

LANCE!
·3 minuto de leitura


Desde a saída de Odair Hellmann, o Fluminense ainda não venceu sob o comando de Marcão. Com um empate e duas derrotas, o Tricolor, porém, garante a confiança no trabalho do novo treinador. Em entrevista coletiva no CT Carlos Castilho nesta segunda-feira, o meio-campista Yago Felipe afirmou que o grupo está fechado e focado em retomar o caminho dos bons resultados. O Flu, agora, só volta a entrar em campo no dia 6 de janeiro, contra o Flamengo.

> Retrospectiva: os 20 momentos mais marcantes do Fluminense na década

- Ele conhece muito bem o clube, é um ídolo. Tem a confiança não só da diretoria, mas de todos os jogadores. Acreditamos muito no trabalho do Marcão. Infelizmente deixamos escapar algumas situações e não tivemos resultados positivos. Mas todos têm a mesma ideia para voltarmos a vencer. Isso vai trazer confiança para todos. Estamos focados para já no Fla-Flu vencer. Fico feliz pela situação do Odair, mostra que nossa equipe fez um bom trabalho com ele e deu a oportunidade para ele ir para outro clube. Feliz também pela efetivação do Marcão. Todos saíram ganhando, nós também. Mostra o bom trabalho que estamos fazendo - disse o jogador.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Um dos maiores problemas do Fluminense tem sido com o ataque, já que a equipe tem dificuldade de levar perigo e ser eficiente. Este ponto fraco pesou contra Vasco, Atlético-GO e São Paulo, as três últimas partidas. Yago, porém, garantiu foco total do elenco nas 11 partidas que restam neste Campeonato Brasileiro.

- É difícil pontuar algo específico. Cada jogo tem sua particularidade. Contra o São Paulo foi definido em detalhes, com o Vasco já no final. O que não pode faltar é dedicação, garra, concentração, a força de querer vencer e continuar lá em cima na tabela. Sabemos que são 11 finais agora. O grupo está focado nisso. Queremos o melhor para vencer não só para suprir a expectativa do torcedor, mas as nossas. Estamos fechados aqui para fazer uma grande campanha. Tenho certeza que vamos conseguir - afirmou.

O Flu teve um 2020 de altos e baixos. Uma boa campanha no Carioca, com o título da Taça Rio, eliminações precoces na Sul-Americana e na Copa do Brasil, a surpresa da trajetória no Brasileirão e, por fim, a queda de rendimento nos últimos jogos. Para o meio-campista, o Tricolor sai com um balanço positivo. Além disso, o grupo torce pelo aumento no número de vagas para a Libertadores para retornar à competição depois de oito anos.

- Olhando para o que foi o ano, procuro ver com bons olhos. Em todas as situações adversas que tivemos na temporada, demos respostas positivas e nos fechamos. Conseguimos nos recuperar após as eliminações. Temos tudo para fechar a temporada nesse ano atípico da melhor forma possível. Vamos em busca disso. É bom abrir mais vagas no Brasileiro, mas, caso não aconteça, vamos fazer de tudo para estarmos próximos e não precisar de um futuro campeão. Vamos fazer nosso melhor, buscar os pontos para ir direto para a Libertadores - analisou.

Yago Felipe foi uma das contratações do Fluminense para esta temporada e é, hoje, um dos jogadores mais elogiados pela torcida pela entrega em campo. O volante comemorou o primeiro ano pelo Tricolor e falou sobre a surpreendente recuperação de uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito, voltando bem antes do previsto.

- Sou muito grato pela oportunidade. Quando cheguei em janeiro falei isso e hoje, em dezembro, falo novamente. Toda vez que entro em campo, seja para treinar ou jogar, faço meu melhor. Esse clube é gigante. Agradeço à diretoria que me trouxe, procuro dar a resposta em campo e ajudar meus companheiros. Fiquei muito feliz pela recuperação rápida. No jogo do Internacional aquela entrada parecia uma lesão mais séria. Mas não foi e pude voltar o mais rápido possível. Eu sempre penso nisso. Toda oportunidade que eu tiver preciso fazer meu melhor e dar o sangue. Procuro fazer isso nos jogos e nos treinos. Independentemente de quem é utilizado, muda a característica, mas temos que aproveitar o melhor de cada um. Conhecemos o grupo bem - completou.